Pretty Cure
Sejam bem-vindos, visitantes! Se registrem para compartilharem suas fanfics conosco!


Fórum de fanfics :3
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Original - Como ser uma delinquente

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Original - Como ser uma delinquente   Sab Mar 19, 2016 6:28 pm

Yoo! Vim trazer mais uma nova fic. O nome eu preferi deixar em português mesmo, achei melhor. Bem, a história tem um pouco de drama e romance, mas o que permanece é a comédia e um pouco de luta. Essa, ao contrário das outras, naum tem magia, são com pessoas comuns. Entom, as lutas vão ser punho a punho. Espero que gostem. ^^
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 1: Determinação
--------------------------------------------------------------------------------------

Há 10 anos atrás, a família Amakawa brincava com Sayaka, de apenas 5 anos, em um parque próximo de casa:

Mãe: Naum acha que está na hora de fazer uma amiguinha, Sayaka?
Sayaka: Ah?- extremamente tímida.
Mãe: Olhe lá, duas garotinhas brincando. Por que naum tenta conversar com elas?
Sayaka: Ah... está bem...- se aproximando, hesitante.

Sayaka avançava devagar, quando vê dois meninos do outro lado brincando. Ela se anima ao vê-los e decide ir até lá:

Sayaka: Ei, será que eu posso brincar com vocs?
?: Ah, tudo bem. Tome, fique com esse boneco.
Sayaka: Uau! Posso atirar raios de gelo?
?: Naum, eu jah tenho esse poder.
Sayaka: Bem, eu naum preciso. Vou derrotá-los apenas com meus punhos!- brincando.
?: Veremos!- brincando.

Seus pais olhavam um pouco distantes, preocupados mas felizes ao vê-la se divertir. 10 anos mais tarde, Sayaka vivia na casa de sua tia Niko, irmã de sua mãe. Estava lá pois seus pais haviam sido vítimas de um acidente de avião quando tinha 10 anos. Eles eram empresários e vendiam imóveis importantes. Pouquíssimas pessoas conseguiram escapar da morte, mas com grandes marcas e sequelas, tanto no corpo quanto na mente. Infelizmente, seus pais naum foram umas dessas poucas pessoas. Enfim, era seu primeiro dia de aula no segundo ano na escola de Fukuoka, estava animada:

Sayaka: Tia, onde está a minha bolsa?
Niko: Ali no sofá.- apontando com o dedo.
Sayaka: Ah, o que há com vocc?
Niko: Nada, estou bem- EI!!- grita de repente, assustando Sayaka, que dá um pulo para trás.
Sayaka: O-o que foi?
Niko: O seu cabelo! Vocc naum penteou o seu cabelo?
Sayaka: Ai, que susto. Eu naum esqueci, vou arrumá-lo.
Niko: Bom mesmo.- olha-a no canto dos olhos, o que arranca uma risadinha de Sayaka.

Sayaka tinha 15 anos, seus cabelos eram negros, longos e tinha uma franja curta que jogava para o lado esquerdo, chegavam um pouco a baixo da cintura e seus olhos eram verde água, bem expressivos. Sayaka penteava seu cabelo enquanto segurava uma torrada com a boca:

Niko: Naum esqueça de fazer amigas, ouviu? A-MI-GAS!
Sayaka: Entendi, entendi. Eu vou tentar.

Naum tinha amigas porque naum gostava delas, mas sim porque naum achava os assuntos legais. Falar de moda, garotos... essas coisas simplesmente naum a interessavam. Por isso fazia amizade fácil com os garotos, falavam de jogos e os assuntos eram mais divertidos e engraçados. Mesmo assim, iria tentar:

Sayaka:- colocando os sapatos, com a bolsa numa mão e a torrada na outra.- Até logo, tia.
Niko: Boa sorte, vá com cuidado.
Sayaka:- saindo, comendo a torrada.

Sayaka caminhava pensando em como seria o seu ano, seus colegas de classe, a sua vida. Olhava ao redor e procurava por mais uniformes de camisas brancas e saias cinzas xadrez que combinavam com a gravata, como o dela. Encontrou bem poucos, mas jah se sentia feliz. Havia mudado de cidade por conta do trabalho de seus pais e por isso acabou terminando o primeiro ano em outra escola. Mas pretendia terminar o restante do ensino médio em Fukuoka. Entrando na sala, meio perdida, senta na última carteira do fundo. Observava as pessoas que entravam e sentavam em volta, sorrindo com felicidade. Finalmente poderia fazer amigas também. Logo a sensei entra e começa as apresentações:

Sensei: Bem, pessoal. Sei que alguns jah estavam aki no ano passado mas muitos acabaram de chegar e se sentem meio... perdidos. Por isso, todos irão se apresentar para conhecer melhor um ao outro. Comece a fileira daki.- diz apontando para a fileira da porta.

A cada apresentação, Sayaka se sentia mais animada e entusiasmada. Naum via a hora de chegar a sua vez para apresentar-se. E chegou, naum demorando muito para se levantar e olhar para todos com alegria:

Sayaka: Me chamo Amakawa Sayaka, tenho 15 anos e espero fazer muitos amigos! E amigas, claro. Amigas...- sorrindo e sentando logo depois.

Duas garotas que se sentavam na frente falavam alto:

?: Ei, minha prima falou sobre uma tal de Sayaka. Ela disse que a garota só falava com os meninos. Deve ser ela.
?: Dá pra perceber que é meio metidinha.

As duas olhavam para ela com menosprezo, deram uma risadinha debochada e voltaram a focar a atenção para a lousa. Sayaka, naum querendo acreditar ser com ela, deixou de lado e olhou para o colega que se sentava ao seu lado. Tinha um ar de sombrio mas ao mesmo tempo solitário, seus cabelos eram lisos e negros e os olhos eram um tom de roxo bem escuro. Até que ele se apresentou:

Hitomi: Nagazawa Hitomi, 16 anos.- sem se levantar ou olhar para os outros.
Sayaka: Prazer em conhecê-lo.- sorrindo.
Hitomi:- apenas a olha e logo volta a focar na lousa.
Sayaka: Uh?- confusa.

As aulas vão passando e Sayaka faz alguns colegas, apenas garotos. Na aula de educação física, haveria um jogo de futebol e Sayaka comentou que sabia jogar muito bem. Sabendo disso, os garotos a convidaram para jogar:

Sayaka: Ah, estarei lá. Só um minutinho pra eu arrumar minhas coisas.- guardando os materiais na bolsa.

As mesmas duas meninas falavam algo novamente:

?: Hunf, só pra chamar atenção...
?: Aposto que nem sabe jogar.
Sayaka: Ei.- chegando.- Se naum tiverem nada marcado para agora, que tal ver o jogo?- sorrindo.
?: É, seria legal ver vocc quebrando a cara.- saindo da sala sendo seguida pela outra garota.
Sayaka:- indo até Hitomi.- Nagazawa-san, pode vir também se quiser.- sorrindo.
Hitomi:- olha-a, se levantando e saindo da sala.
Sayaka: Que pessoal difícil de se relacionar.- saindo da sala.

O jogo começa. Sayaka faz o primeiro gol, sendo elogiada pelos garotos. Realmente era disso que ela gostava, diversão e risadas. As duas garotas se surpreendem e saem do ginásio, naum deixariam as coisas assim. Hitomi nem estava lá, provavelmente tinha saído naquela hora. Era a única garota que jogava, mas naum se importava. Com o jogo terminando, Sayaka foi para o vestiário, naum queria sair com aquela roupa suada. Ao terminar de se trocar, saiu do ginásio e sentou-se em uma arquibancada:

Sayaka:- começou a chorar.- "Está acontecendo a mesma coisa... a mesma coisa. Elas naum entendem!"- chora mais, suas lágrimas agora molhavam suas pernas. Decidiu ir para casa, sua tia ficaria preocupada e naum queria chegar lá com os olhos inchados. Só naum percebeu que alguém a observava.

Saindo do ginásio e indo direto para o pátio para sair da escola, encontra as mesmas garotas acompanhadas por um garoto com um uniforme diferente:

Sayaka: Vocs...
?: Hora de saber qual é o seu lugar, garotinha. Pode ir, irmão.

O garoto se preparava para bater em Sayaka, que apenas recuava. Quando tropeçou de repente, estava esperando por um soco, mas apenas ouviu o soco, naum sentiu nada. Olhou para frente e encontrou Hitomi e o tal garoto no chão:

Hitomi: Corra ou venha, vocc quem decide.
?: Tsc! Vamos embora, irmã!- correndo.
?: Vocc vai ver, Sayaka!- seguindo o irmão, sendo seguida pela sua amiga.

Sayaka olhava para Hitomi, que ainda estava de costas para ela:

Sayaka: Nagazawa-san... obrigada.- sorrindo.
Hitomi:- apenas a olha e vai embora.
Sayaka:- olha-o ir.

Chegando em casa, sua tia a pergunta como foi o dia, amigas, amigos, professores... foi um relatório total. Sayaka se preocupava com o que estava por vir, provavelmente as garotas iriam provocá-la novamente. O que iria acontecer? Ela naum sabia, e nem queria pensar nisso. No dia seguinte, as mesmas provocações. As aulas eram divertidas e seus amigos (apenas amigos, pois naum havia menina que queria sua companhia) brincavam com ela. Se sentia sortuda por ainda ter alguém com quem conversar, jah que Hitomi, o garoto que a salvou ontem, naum trocava nem um "Bom dia" com a garota. Na hora da saída, Sayaka naum pensava que poderia acontecer o mesmo que ontem novamente. Mas aconteceu:

?: Olá, Sayaka. Parece que se sente integrada agora.
Sayaka: É, eu fiz muitos amigos.- sorri.
?: Sabe, naum vai tê-los por muito tempo se depender de nós.
Sayaka: Como assim?
?: Eles só estão com vocc porque é bonita. Esse seu cabelo...- tocando em alguns fios de Sayaka, que logo os puxa para si.
Sayaka: Naum toque neles.
?: Oh, entom esse é o seu triunfo? Vamos tirá-lo de vocc.- mostrando um tesoura.
Sayaka: Naum, naum! Meu cabelo naum!!- correndo, mas logo esbarrando na outra garota que agora lhe dava chutes e socos.

Sayaka cai no chão com dores por todo o corpo. A garota com a tesoura se aproxima, puxa-a pelo cabelo:

?: Como será sua vida agora sem isso?- cortando bem curto, fazendo Sayaka cair de cara no chão.
Sayaka:- olhando para o cabelo na sua frente, que foi jogado no chão pela garota.
?: Antes de acabarmos com a sua vida, diremos nossos nomes.
?: Como um lembrete.

A garota com longos cabelos negros e olhos rosados, sua pele era branca como a neve. Essa se chamava Chiyo. A outra tinha cabelos brancos longos e olhos com um tom cereja, seu nome era Satoko:

Satoko: Vamos acabar logo com isso, meu irmão está esperando em casa.
Chiyo: Entendi, entendi.- se aproximando de Sayaka.
Sayaka: "Alguém, alguém por favor! Me ajude!"- na sua mente, a imagem de Hitomi aparecia.
Chiyo: Alguém vai aparecer com hematomas amanhã...- rindo, enquanto se aproximava.
Sayaka: "Ninguém virá me salvar. Naum tem ninguém..."- fechando os olhos, enquanto observava seus cabelos a sua frente.- "Naum, ninguém virá. Porque eu vou me salvar."- abrindo os olhos e se levantando. Um de seus olhos estava inchado. Apertava os punhos com força.
Chiyo: O que acha que pode fazer nessas condições?- rindo.

Sayaka acerta uma cotovelada no estômago de Chiyo, que logo se ajoelha com a dor:

Satoko: Chiyo, o que está fazendo?
Sayaka: Sobrou vocc...- dando uma cabeçada na testa da outra, que desmaia.

Sayaka cai logo depois, ainda olhando para o seu cabelo, que agora estava do outro lado:

Sayaka: Mãe...- fechando os olhos.

Uma lembrança invadia sua mente. Aquela em que sua mãe penteava os longos e brilhantes cabelos:

Sayaka: Puxa, mãe! Que lindo...
Mãe: Gosta? Quando crescer, seu cabelo ficará mais bonito que o meu.- sorrindo.
Sayaka: Sério? Legal! Vou cuidar dele sempre.

Aquele cabelo era mais do que algo bonito, algo que a deixasse mais bonita. Era uma lembrança de um momento com sua mãe. Logo, Sayaka sente alguém a levantando e caminhando enquanto a segurava. Ao acordar, se levanta apressadamente, sentindo dor por todo o corpo:

Niko: Naum se mova assim! Ainda está muito machucada!- mantendo-lhe deitada.
Sayaka: O que houve?
Niko: Um garoto a trouxe para casa, disse que vocc havia caído da escada. Puxa, o que vocc tinha na cabeça?

As bolsas continham um tipo de adesivo por dentro que continha o nome, o endereço e o telefone do aluno. Por isso, conseguiram encontrar a casa de Sayaka:

Sayaka: Como era esse garoto, tia?- se levantando novamente.
Niko: Que teimosa... -.- Ele tinha cabelos negros e os olhos eram escuros também. Naum pude ver a cor, estava muito escuro.
Sayaka: "Nagazawa-san?"

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 


Última edição por Yuri~ em Qua Ago 24, 2016 6:45 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Seg Mar 21, 2016 1:55 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 2: Treinamento
--------------------------------------------------------------------------------------

Ainda estava no mesmo dia, havia aparecido uma noite muito bonita. Porém, Sayaka pensava apenas no que havia acontecido com ela há pouco. Niko, ao vê-la daquele jeito cabisbaixo, tentou animá-la e tudo mais. Ao perceber isso, Sayaka sorri um pouco e propõe:

Sayaka: Vamos comer?- se levantando.- Eu faço.- sorrindo.
Niko: Tem certeza? Vocc está toda machucada...
Sayaka: Isso naum é nada! Venha, vamos comer.- animada, indo para a cozinha.
Niko:- sorri, seguindo-a.

Apesar do acontecido, as duas conseguiram esquecer dos seus problemas e se divertiram o resto da noite. No dia seguinte, Sayaka se levanta da cama e sente dificuldade para abrir o seu olho, que ontem se encontrava inchado. Sente um cheiro de café e encontra Niko na cozinha:

Sayaka: Que cheiro bom, tia.
Niko: Ah, vocc acordou. Que bom que gostou, parece estar melhor.
Sayaka: Sim, um pouco.- sorrindo.
Niko: Entom, podemos conversar.- tirando o café do fogo e sentando no sofá, gesticulando para a sobrinha sentar ao lado dela.
Sayaka: O que foi, tia?
Niko: Naum quis dizer nada ontem porque percebi que estava triste, mas sei que naum só caiu da escada.
Sayaka: "Claro que naum acreditaria, meu cabelo naum ficaria curto só de cair. Nagazawa-san naum é bom com desculpas..." ¬¬
Niko: Sei que nunca serei igual a minha irmã, mas pode contar comigo. Sempre estarei aki por vocc, Sayaka.- sorri.
Sayaka: Eu sei, tia.- abraçando-a.
Niko:- retribui o abraço.
Sayaka: Eu sei... "Naum posso preocupá-la com essas coisas."- aperta o abraço e logo o cessa.- Bem, pode dar um jeito nisso?- apontando para o cabelo.
Niko: Claro, vocc vai ficar linda!- pegando uma tesoura.

Após cortar os fios mais longos e deixar o corte certo, Sayaka se olha no espelho. Seu cabelo estava extremamente mais curto, mas sua franja ainda permanecia lá:

Sayaka: Pareço um menino agora, neh?- rindo.
Niko: Um menino muito lindo.- sorrindo.
Sayaka: Ah, obrigada!
Niko: Venha, vamos colocar uns curativos pra vocc ir pra escola.- pegando uma caixinha com curativos.

Ao terminar de colocar os curativos, Sayaka se levanta e olha no espelho. Havia colocado um tapa-olho para esconder o inchado e um bandaid numa parte em que seu rosto estava arranhado:

Sayaka: Estou pronta.- sorri.
Niko: Venha, vamos tomar café.- indo para a cozinha.
Sayaka: Sim.- acompanhando-a.

Depois de comer, Sayaka se levanta animada, dá um beijo em sua tia, coloca os sapatos e acena antes de abrir a porta:

Sayaka: Volto mais tarde.- sorrindo.
Niko: Tome cuidado, ok?
Sayaka: Ok!- saindo.

Sayaka caminhava para a escola, olhando ao redor. Talvez encontrasse um de seus amigos ou até Hitomi. Tinha que agradecê-lo por ontem e também perguntar uma coisa. Chegando na escola, entra na sala, sendo cercada pelos olhares das duas garotas:

Satoko: Veja, ela chegou.
Chiyo: Nossa, está um trapo.

As duas riem de forma debochada de Sayaka, que apenas se aproxima com um sorriso:

Sayaka: Bom dia.

As duas a olham de forma confusa e logo voltam a atenção para a lousa. Sayaka se senta no seu lugar e olha para o lado. Hitomi ainda naum havia chegado. Talvez devesse falar com ele no intervalo. Depois de algum tempo, toda a sala desce para o ginásio. Haveria um jogo de futebol entre as salas e um dos amigos de Sayaka estava preocupado:

?: Amakawa-san! Amakawa-san!- chega, ofegante.
Sayaka: Ah? O que foi?
?: Eu vou jogar mas... estou preocupado. Naum sei se serei de ajuda ao time.
Sayaka: Naum se preocupe, eu o vi jogar. Vocc é bom!
?: Vocc acha?
Sayaka: Claro que sim! Seria um desperdício de talento se naum estivesse no time.- sorri.
?: Obrigado, Amakawa-san. A propósito, o que houve com o seu cabelo?
Sayaka: Ah, isso? Quis mudar um pouquinho.

O sensei anuncia para os times se prepararem:

Sayaka: Vai lá, é sua vez!- lhe dá um tapinha nas costas.
?: Obrigado!- correndo para dentro da quadra.

Antes do jogo começar, Sayaka faz um joia com a mão, dando coragem ao garoto. O time venceu e Sayaka estava feliz, o garoto havia feito alguns gols. A hora do intervalo naum demora muito para chegar. Sayaka estava procurando por Hitomi, encontrando-o andando pelos corredores. Ela corre atrás dele, sem perceber que havia uma sala aberta e duas garotas, diferentes do outro dia, encarando-a:

Sayaka: Nagazawa-san! Por favor, espere!- chama-o.
Hitomi:- para, sem se virar.
Sayaka: Eu queria agradecer por ontem e... gostaria que... me treinasse!- curvando-se.
Hitomi:- após ouvir, continua a caminhar.
Sayaka: Ah, por favor! Espere!- começa a correr, mas é impedida por uma ruiva.
?: Fiquei sabendo que vocc bateu em Chiyo-sama e Satoko ontem, quem pensa que é?
Sayaka: Ah, com licença...- tentando passar.
?:- empurrando-a.- Responda-me, pirralha!
?: Acho melhor pararmos com isso, Kayo...
Kayo: Cale-se, Maki! Ela bateu na Chiyo-sama! Naum podemos deixar isso assim!
Maki: Mas...

Kayo tinha o cabelo curto, ondulado e ruivo, seus olhos eram castanhos claros. Jah Maki tinha um cabelo um pouco mais comprido, na altura do ombro, eram rosados. Seus olhos tinham um tom dourado:

Sayaka: Ah, entom vocs conhecem a Chiyo?
Kayo: Tsc! Naum vamos deixar ficar desse jeito!- preparada para dar um chute.
Sayaka:- dando um soco no queixo de Kayo, fazendo-a cair de costas.
Maki: Ah, Kayo!- ajudando a garota.

Enquanto Sayaka olhava a garota no chão, Hitomi a observava. Aproxima-se de repente e coloca sua bolsa nas mãos dela:

Hitomi: Siga-me.- andando.
Sayaka: E-ei, espere!- correndo com a bolsa pesada nas mãos.
Maki: Kayo, vocc está bem?
Kayo:- se sentando.- O que foi isso?- limpando o rosto.

Na parte vazia do pátio, Hitomi para e Sayaka o observa, parada:

Sayaka: Ehh... Nagazawa-san...
Hitomi:- interrompe.- Hitomi.
Sayaka: Ah, Hitomi-san...
Hitomi:- interrompe mais uma vez.- HI-TO-MI.
Sayaka: H-Hitomi...- envergonhada.
Hitomi: Ótimo. Vocc disse que queria treinar comigo, certo?
Sayaka: Sim!- determinada.
Hitomi: Tah, eu vou te treinar.- pega a bolsa das mãos de Sayaka e tira alguns pesos.
Sayaka: Ah?- confusa.
Hitomi: Isso aki é pra vocc treinar.- amarrando nos braços e pernas de Sayaka.
Sayaka:- ajoelhada.- Ahh... como vou me mover? T.T
Hitomi: Vai ter que se acostumar com o peso. Só depois vai poder continuar.- senta na grama.- Pode começar a andar.

Sayaka se levanta com esforço e começa a caminhar devagar dando voltas pelo pátio. As semanas se passaram assim, seu treinamento era apenas caminhar e ir se acostumando com o peso daquilo amarrado em seus braços e pernas. Um tempo depois, Sayaka era capaz de correr com aqueles negócios. Vendo a evolução tão rápida de Sayaka, decidiu passar para a próxima fase:

Sayaka: Ah? Escolher algo para bater?
Hitomi: É, qualquer coisa daki do pátio.
Sayaka:- olha em volta, focando a atenção em apenas um elemento.- Aquela árvore ali.- apontando com o dedo.
Hitomi: Entom vai lá.- sentando na grama.

Sayaka se aproxima da árvore e distribui socos e chutes, além de usar os cotovelos e os joelhos também. E outra semana se passa assim. As mãos, pernas, pés, joelhos e cotovelos de Sayaka adquiriram marcas roxas de tanto bater na árvore. Hitomi havia oferecido umas ataduras para colocar nos braços e nas pernas, mas Sayaka naum aceitou. Até que em um dia de chuva, durante o treinamento, Sayaka olhava para o céu enquanto era banhada pela chuva:

Sayaka: "A chuva..."
Hitomi:- olha-a, sentando na grama.

Sayaka havia se lembrado de um dia em que estava saindo da escola, ainda tinha 7 anos na época, mas jah passava por más situações. Era um dia como esse, dominado pela chuva. Ela apenas deixou a chuva molhá-la:

Mãe: Sayaka, saia daí! Vai pegar um resfriado desse jeito!
Sayaka: Eu naum me importo, desde que eu possa mudar e todos possam gostar de mim.
Mãe:- olha-a e a puxa de repente para baixo de uma loja com cobertura, afastando-as da chuva.- Escute. Se vocc se sente feliz quando está com seus amigos, o erro naum é seu. Naum é vocc quem deve mudar, querida, são as pessoas que simplesmente naum conseguem aceitar o seu jeito.
Sayaka:- surpresa.

No meio de todas essas memórias, Sayaka naum percebe quando Hitomi pega a sua mão e a leva para baixo de uma árvore. Ela apenas continua a olhar para a chuva que caía constantemente. E mais uma memória volta a sua mente:

Mãe: Sabe porque chove, Sayaka?
Sayaka: Ah? Naum...
Mãe: Quando as pessoas acumulam muita tristeza, a chuva começa a cair. Ela só para depois que toda a tristeza de todas as pessoas tiver ido embora. A sua também está ali, no meio daquelas gotas.
Sayaka: "A minha tristeza... está ali?"- olhando para a chuva.

Sayaka continuava a observar a chuva embaixo da árvore:

Sayaka: "Depois daquele dia, jurei que nunca mais guardaria tristeza no meu coração. Mas, olhando para essa chuva agora, posso sentir que a minha tristeza faz parte daquelas gotas."- segurando o choro.
Hitomi: Naum se segure.
Sayaka: Ah?- surpresa, deixando o mundo de suas memórias.
Hitomi: Apenas chore se quiser.

Aquelas palavras foram o bastante para fazer Sayaka se ajoelhar e começar a chorar. Toda a tristeza guardada somente para ela desde a sua infância, agora estava se desfazendo no meio das suas lágrimas. Depois de alguns minutos, Sayaka se recompôs e se levantou, secando algumas lágrimas que ainda escorriam no rosto:

Hitomi: Acho que acabamos por aki...
Sayaka: Naum, vamos continuar.- determinada.
Hitomi: Tem certeza?
Sayaka: Sim.
Hitomi: Entom, é hora de vocc lutar comigo.
Sayaka: Ah?- surpresa.

Os dois se olham por um tempo, até Hitomi quebrar o silêncio:

Hitomi: Venha, e naum se segure.
Sayaka: Ok.- dando um soco.

Hitomi bloqueia o ataque de Sayaka, que agora preparava um chute. Antes de poder acertá-lo, Hitomi segura sua perna e dá um soco em Sayaka, porém esta o bloqueia com as mãos. Os dois se afastam e normalizam a respiração. Logo, Sayaka avança e se prepara para acertar o estômago de Hitomi. Este, usa as duas mãos para bloquear, porém rapidamente Sayaka dá um soco no queixo de Hitomi, que cai no chão. Sayaka se prepara para dar um chute, mas o interrompe:

Hitomi: Muito bom, só tem um problema.- dá uma rasteira, fazendo Sayaka cair ao seu lado.- Nunca interrompa um ataque se naum tiver certeza que o oponente foi derrotado.- fala em seu ouvido.
Sayaka: Eu aprendi essa lição.- sorri.

Hitomi havia sido imobilizado por Sayaka. Ambos sorriem. Sayaka se levanta primeiro e logo depois estende a mão para Hitomi, que aceita e se levanta. O treinamento finalmente estava completo. O que aguardaria os dois agora?

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Ter Mar 22, 2016 3:53 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 3: Transferência
--------------------------------------------------------------------------------------

Alguns dias depois do treinamento, Sayaka se recuperava de todas as marcas e todo o cansaço adquirido. Era dia de escola, por isso tratou de se levantar e ir até a cozinha encontrar sua tia:

Niko:- olha-a surpresa.- Meu Deus, o que aconteceu com vocc?
Sayaka: Ah, tia... bom dia...- olhos fechados.
Niko: Vocc está bem?
Sayaka: Sim, só um pouco...- boceja.-... cansada...
Niko: Quer ficar em casa hoje?
Sayaka: NAUM!- abre os olhos e fala alto.
Niko: o.o Tah bom... eu preparei o café, vamos comer.- se sentando na cadeira.
Sayaka:- volta a fechar os olhos, sentando em uma cadeira também.

Depois de comer, Sayaka termina de se arrumar. Pega a sua bolsa e coloca seus sapatos:

Sayaka: Estou indo...
Niko: Tenha cuidado.
Sayaka: Tah...- saindo, naum tão animada quanto de costume.

Ainda estava se recuperando de tudo o que havia passado no treinamento e na escola, mas naum queria faltar. Sentia-se na obrigação de agradecer Hitomi e também, quem sabe, fazer amizade com ele. Seria um pouco difícil, mas realmente desejava isso. Ao virar a esquina da sua rua, naum percebe que alguém estava encostado na parede. Ao passar por ela, sente ser puxada pelo pulso. Vira-se e logo prepara um soco, mas este é defendido pela mão de quem a segurava. Logo, sua raiva se transforma em confusão:

Hitomi: É, realmente melhorou.- soltando seu pulso.
Sayaka: Hitomi? O que está fazendo aki?
Hitomi: Queria ver o resultado do seu treino.- andando.
Sayaka: Ei, espere!- correndo, até alcançá-lo.- "Que bom, poderemos ir para a escola juntos e conversar..."- sorri.
Hitomi:- olha-a, rindo em seguida.
Sayaka:- confusa.- O que está rindo?
Hitomi: Vocc naum cresceu nada, naum é mesmo? Continua nanica.
Sayaka: Ah?

Sayaka estava na altura do ombro de Hitomi, naum era tão baixinha assim. Mas o que confundiu realmente a cabeça da garota era o fato de ele ter dito que naum havia crescido nada:

Sayaka: Naum me lembro de ter conhecido vocc quando criança...
Hitomi: Memória tão pequena quanto a altura, hein? Ainda quer ter o poder de raios de gelo?

Sayaka olha-o por um tempo, até se lembrar da sua brincadeira com os meninos no parque. Apenas um deles falava, o outro era bastante quieto. Esse era:

Sayaka: Vocc! O garoto calado!
Hitomi: Pois é.
Sayaka: Puxa, vocc mudou...
Hitomi: Naum posso dizer o mesmo de vocc.- sorrindo.
Sayaka:- lhe dando um tapa no braço.- Chega de zombar do meu tamanho, neh?
Hitomi: Tah, tah...

Ambos chegam juntos na sala, conversavam bastante sobre vários assuntos. Sayaka sorria, como sempre. Seu ânimo voltou assim que Hitomi apareceu. As duas garotas que sempre lhe enchiam estavam falando alto sobre ela:

Chiyo: Coitado, até mesmo o Nagazawa-san...
Satoko: É mesmo uma atirada, naum deixa um escapar.

Ao ouvir, Sayaka e Hitomi focam o olhar nas duas. Hitomi possuía um olhar sombrio, aquele que costumava a usar todos os dias, jah que nunca gostou de falar muito. Jah Sayaka, se aproximou com seu sorriso de sempre, e disse amigavelmente:

Sayaka: Bom dia!
Satoko: Vocc naum bate bem da cabeça, naum é mesmo?
Sayaka: Naum tenho problema algum, sou apenas educada. Talvez isso seja para vocs.
Satoko: Tsc!- se virando para a lousa.
Chiyo: A propósito, ouvi que vocc bateu na Kayo.
Sayaka: Ah, tinha esquecido. Ela está bem?
Chiyo: Naum toque nela novamente, entendeu?
Sayaka: Sim, sim.- sorrindo, indo para o seu lugar.

A sensei entra e logo a aula começa. Sayaka havia ficado mais animada, pois agora poderia conversar com Hitomi. Estava tão preocupada em criar uma amizade com ele, que naum percebeu que ela jah existia. No período final de aula, Hitomi e Sayaka são convocados para a sala do diretor. Confusos, ambos vão até lá:

Diretor: Por favor, fechem a porta.
Hitomi:- fechando a porta.
Diretor: Chamei vocs aki para uma conversa sobre as brigas que se envolveram.
Sayaka: "Brigas? Ah, sim. Aquilo..."- olhando para baixo.
Diretor: Uma das alunas do primeiro ano diz ter sido agredida por vocc, senhorita Amakawa. Além dela, duas de suas colegas de classe também. E o senhor Nagazawa agrediu um aluno de outra escola no nosso terreno.
Sayaka:- envergonhada, ainda olhando para baixo.
Diretor: Os pais de vocs naum lhe deram educação?
Sayaka:- surpresa ao ouvir aquilo, olha-o. Seus pais naum deveriam ser metidos nisso.
Diretor:- sorri de canto.- "Agora, a garota irá me atacar e poderei apenas expulsá-los sem me dar ao trabalho de procurar uma escola para transferi-los." Principalmente vocc, Amakawa-san! Depois que cortou o cabelo, parece um delinquente! Sua tia naum...
Hitomi:- interrompe-o.- Cale-se.- de cabeça baixa.
Diretor:- sorri.- "Me bata logo de uma vez, garoto." É a pura realidade!
Hitomi: Seu pedaço de...- ia avançar, mas é bloqueado pela mão de Sayaka.
Sayaka:- olha-o, como para acalmá-lo. Logo, volta o olhar para o diretor.- Sinto muito por preocupá-lo com coisas tão pequenas, senhor diretor. Mas será a última vez, jah que irá nos transferir, certo?
Diretor: S-sim, eu irei mudá-los de escola. "Droga... ela está calma."
Sayaka: Bem, sua última preocupação conosco será a transferência. Entom, era apenas isso?
Diretor: S-sim...
Sayaka: Entom, nos dê licença. Temos que assistir o resto das aulas, afinal.- sorri.- Vamos, Hitomi.
Hitomi:- olha-o de forma sombria e logo segue Sayaka para fora da sala.

Do lado de fora da sala, Sayaka olhava para baixo e Hitomi também. De repente, a garota dá um soco no armário, amassando-o. Naum deixaria a raiva tomar o controle, nem a tristeza. Respirou fundo e voltou a sorrir:

Sayaka: Vou embora mesmo, um armário naum fará falta.
Hitomi: Tem razão.- sorrindo.
Sayaka: Vamos, temos que terminar o dia.- caminhando para a sala.

Após o término das aulas, os dois voltaram juntos. No caminho, Hitomi precisou parar em uma loja. Sua irmã trabalhava lá e devia conversar algumas coisas. Como era assunto de família, Sayaka naum quis se intrometer, entom, decidiu esperar do lado de fora. Concluiu ser uma péssima decisão ao encontrar Chiyo e Satoko se aproximando:

Satoko: Olha só, ouvi dizer que foi expulsa. Uma pena, naum?
Sayaka: Nem tanto, talvez faça amigas na outra escola.- sorrindo.
Chiyo: Acha que alguém vai querer ser sua amiga?
Satoko: Naum nos faça rir! Bem, de toda forma, jah viu o que acontece quando se mete no nosso caminho.
Sayaka:- ri baixo.
Satoko/ Chiyo:- confusas e surpresas.
Sayaka:- sorrindo.- Será que naum foram vocs...- troca a expressão por um olhar sombrio.-... que se meteram no meu?

Satoko e Chiyo recuam um pouco assustadas com o olhar assassino que foi lançado para elas por Sayaka. Seu olhar sombrio continua sobre elas até Hitomi sair da loja:

Hitomi: Vamos, Sayaka.- andando.
Sayaka:- volta a sorrir.- Sim! Até mais, Chiyo, Satoko!- correndo para alcançar Hitomi.

As duas olham assustadas para Sayaka:

Satoko: Essa garota...
Chiyo: Ainda bem que ela saiu, naum é?
Satoko: Vamos embora.

Sayaka se despede de Hitomi quando estava perto de casa:

Sayaka: Hoje foi muito bom, apesar de todos os problemas...
Hitomi: É... bem, nos vemos por aí.
Sayaka: Está certo.- acenando, enquanto o vê ir.

Depois de perder Hitomi de vista, Sayaka entra em casa e encontra Niko sentada no sofá, olhando-a:

Sayaka: T-tia... o que houve?
Niko: Recebi uma ligação do diretor da sua escola. Vocc vai ser transferida?
Sayaka: Pois é, entom... ^^'
Niko: Me explique direitinho essa história!

Sayaka conta tudo para Niko, bem, pelo menos parte da verdade. Naum queria preocupá-la demais entom contou apenas o essencial. Niko olhava para ela cada vez mais nervosa:

Sayaka: Desculpe...- envergonhada.
Niko: Naum é vocc quem deve desculpas, e sim aquelas duas...
Sayaka: Calma, tia.- vendo que a palavra seria feia.- Afinal, eu vou sair mesmo. Naum precisa ter brigas desnecessárias.- sorri.
Niko: Se é assim... entom, aonde vocc vai estudar agora?
Sayaka: Eu naum sei, o diretor ainda vai encontrar um lugar para mim e para o Hitomi.
Niko: Hitomi?
Sayaka: O garoto que me trouxe aki aquele dia.
Niko: Ele também foi vítima dessas...
Sayaka:- interrompe-a, vendo que sairia outra palavra feia.- Naum, tia. Naum. Ele me defendeu uma vez quando um garoto amigo daquelas duas tentou me bater. Por ter agredido um aluno de outra escola, ele foi sujeito a transferência também.
Niko: Mas esse diretor de merda...
Sayaka: Bem, o que me resta é entregar meu uniforme na direção e saber aonde vou estudar agora.
Niko:- suspira.- Vá descansar um pouco, vou preparar o jantar.
Sayaka: Certo, entom vou para o meu quarto.- subindo as escadas.

Ao entrar no quarto, abre a janela e coloca o rosto para fora. Respira fundo e observa o anoitecer:

Sayaka: "Espero estudar junto com o Hitomi. Aonde será que vão nos mandar?"- apoiando o queixo com uma mão.

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Qui Mar 24, 2016 5:47 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 4: Academia Fukuoka
--------------------------------------------------------------------------------------

No dia seguinte, Sayaka havia acordado bem cedo. Arrumava seu uniforme e seus materiais para devolver na diretoria, queria ir lá rápido para descobrir onde estudaria a partir de agora. Ao terminar de separar suas coisas, desceu para a cozinha e foi preparar o café. Como estava muito cedo, Niko naum havia acordado ainda. Enquanto tomava seu café, Sayaka naum deixava de pensar na sua nova escola. Terminando de comer, calça os sapatos e sai em disparada. Como naum teria aula, estava vestindo suas roupas comuns. Usava um short preto um pouco folgado e naum muito curto, uma camisa branca, um colete preto de tecido leve e um tênis branco de cano alto com cadarços pretos. Chegando na diretoria, naum esperava encontrar aquela pessoa tão rápido:

Hitomi: Nada feminina, hein?- encostado na parede.
Sayaka: Hitomi! Jah está aki?
Hitomi: É, queria resolver isso logo.
Sayaka: Ah, entendo...

Algum tempo passou assim, em silêncio. Até a diretoria abrir as portas para os dois:

Diretor: Trouxeram os uniformes e os materiais?
Sayaka: Sim.- entregando as coisas.
Diretor: Certo, jah achei uma escola para vocs dois.
Sayaka: "Uma para nós dois? Significa que..."
Diretor: Vocs vão estudar na Academia Fukuoka.
Sayaka: '-' Nunca ouvi falar.
Diretor: Naum se preocupe com isso, ela é muito conhecida por aki. E a distância naum é tanta comparada a dessa escola.
Sayaka: Ah, entendi.
Diretor: Esses serão os seus uniformes lá e as suas bolsas.- entregando.- Vocs começam amanhã.
Sayaka: Puxa, jah?- surpresa.
Diretor: Vocs naum podem perder aula. Se bem que...
Hitomi: Se bem que o que?
Diretor: Naum, nada. Bem, boa sorte para vocs dois.
Sayaka:- confusa.- Ah, obrigada.- saindo.
Hitomi:- saindo logo depois de Sayaka.

Jah que se encontraram, decidiram voltar juntos para casa. Sayaka olhava bem o uniforme e nem prestava atenção em onde estava andando:

Hitomi: Ei, o que está olhando?
Sayaka: Ah, queria ver melhor o uniforme.- tropeçando e quase caindo.
Hitomi:- ri.- Melhor vocc olhar em casa.
Sayaka: Também acho. -.-

A casa de Sayaka jah estava próxima, entom se despediu e abriu a porta. Porém, antes de entrar:

Sayaka: Vamos juntos amanhã, Hitomi!
Hitomi: Tah. Vê se naum se atrasa.
Sayaka: Naum vou. u.ú
Hitomi:- sorri e continua a andar.

Sayaka sorri enquanto entra em casa, encontrando Niko assistindo televisão:

Sayaka: Oi, tia. Dormiu bem?
Niko: Sim. Como foi na diretoria? Jah sabe onde vai estudar?
Sayaka: Foi tudo bem, jah ganhei o uniforme e sei qual é a escola.
Niko: Ah, qual é o nome do lugar?
Sayaka: Academia Fukuoka. Eu nunca ouvi falar. E vocc?
Niko:- arregala os olhos um pouco e logo volta ao normal.- N-naum, eu também naum... Posso ver o uniforme?
Sayaka: Ah, claro.- pegando-o.- Aki está.- entregando.
Niko: Ah, vai ficar bom em vocc.- sorri.
Sayaka: É, acho que sim... "Ninguém conhece essa escola?"

O dia passou rapidamente, Sayaka ajudou Niko em vários afazeres domésticos, coisa que naum fazia pois estava ocupada com a escola. Acordou no dia seguinte muito animada, estava curiosa sobre as pessoas de lá e como seria a escola. Se arrumou e fez o mesmo com os materiais, colocando-os dentro de uma bolsa preta. O uniforme era composto por uma blusa branca social com uma gravata preta e uma saia um pouco curta da mesma cor da gravata com uma listra branca. Se olhava no espelho, havia gostado do modelo do uniforme mais do que das suas outras escolas. Desceu rapidamente as escadas e encontrou Niko cozinhando:

Niko: Ora, vejam só! Naum disse que ficaria bom em vocc?- sorrindo.
Sayaka: Pois é, eu também adorei!- se olhando de todos os lados.
Niko: Senta aí, estou preparando omelete com bacon.
Sayaka: Ah, isso é bom! Terei energia para o resto do dia.- sorrindo.

Depois de comer bastante, Sayaka se levanta, pega sua bolsa e coloca os sapatos. Abrindo a porta, olha para trás para se despedir de Niko:

Sayaka: Me deseje sorte!- sorrindo.
Niko: Boa sorte, e faça amigas!
Sayaka: Tah, tah. ^^' - saindo.

Ao colocar os pés para fora de casa, encontra Hitomi encostado em um poste que se encontrava na frente da mesma:

Sayaka: Hitomi? O que veio fazer aki?
Hitomi: Naum é óbvio? Vamos juntos para a escola.- aproximando-se.
Sayaka: Ah, é verdade... eu ainda naum sei onde fica.
Hitomi:- olhando-a e sorrindo.
Sayaka: O que é?
Hitomi: Vocc está mais feminina nesse uniforme.
Sayaka: Idiota!- dando um tapa em seu braço.
Hitomi:- rindo, logo começa a caminhar e Sayaka o segue.

Por todos os cantos que passavam, ambos perguntavam para as pessoas, que por ali caminhavam, onde a Academia Fukuoka ficava. Mas a reação era sempre a mesma:

?: Academia Fukuoka?! AAHHHHH!!!- corre.
Sayaka: Por que todas as pessoas estão fazendo isso? É a última vez que eu pergunto. u.ú
Hitomi: Tah, eu falo.- logo avista um homem saindo de uma padaria e decide ir até lá.- Senhor, por favor. Sabe onde fica a Academia Fukuoka?

O senhor arregala os olhos, que logo voltam ao normal. Porém, decide ajudar:

?: A Academia Fukuoka é conhecida pela extrema violência e vandalismo entre os alunos. O uniforme preto representa o ódio deles.
Sayaka:- se olhando.- Incrível... '-'
Hitomi: Naum, isso naum é algo para se admirar. ¬¬
?: Enfim, eu vou mostrar o lugar para vocs e logo depois vou embora.
Sayaka: Ah, certo. Muito obrigada.- sorri.

O senhor guia os dois e para um pouco distante da escola, apontando para ela:

?: É ali. Espero que saiam vivos.- andando rápido.
Sayaka: Ah, muito obrigada!- fala alto, o bastante para o senhor ouvir.- Vamos, Hitomi?
Hitomi: Tah.

Os dois caminham juntos e param na frente da escola. Ela era cinza, naum havia uma pintura. Estava cheia de pichações e marcas vermelhas, provavelmente era sangue. Ambos começam a caminhar quando uma pessoa é arremessada para fora, caindo em frente a eles:

Sayaka:- olha por algum tempo e logo fala, sorrindo.- Vamos?- passa em volta da pessoa.
Hitomi:- seguindo-a.

Ao entrarem na escola, se deparam que o piso era cinza, assim como as paredes, que possuíam mais pichações e marcas vermelhas. Isso naum assustava Sayaka, estava até se divertindo e ficando cada vez mais curiosa com tudo aquilo. Perceberam que algumas salas naum tinham porta e, conforme andavam, as pessoas ao redor olhavam para eles com uma sede por sangue. Ao pensar nisso, Sayaka dá uma risada baixinha:

Hitomi: Naum podemos ficar apenas caminhando por aí, onde é a sala do diretor?
Sayaka: Vou perguntar para alguém.- sorrindo e logo cutucando um garoto.- Ei, vocc sabe onde fica a sala do diretor? Temos assuntos a tratar com ele...- sorri.
?: AH? Eu tenho cara de empregado, pirralha?!
Sayaka: Naum.- sorrindo.
?: Sua...- prepara para dar um soco, mas Sayaka segura seu punho e gira seu braço, imobilizando o garoto.
Sayaka: Vou perguntar mais uma vez. Onde fica a sala do diretor?- olhar sombrio.
?: N-no corredor a direita, tem uma plaquinha com o nome na frente da porta.- com medo.
Sayaka:- soltando a mão do garoto.- Obrigada.- sorrindo e caminhando até Hitomi.- Fica no corredor a direita.
Hitomi: Tah, vamos lá.

Ambos caminham até chegar na porta do diretor. Ao baterem, escutam uma voz pedindo para entrarem e assim fazem. Sentam-se nas cadeiras, esperando o diretor falar:

Diretor: Estava esperando por vocs, Nagazawa-san e Amakawa-san. Sou o diretor.
Sayaka: Ah, prazer.- sorrindo.
Diretor: Suas matrículas estão completas, a sala de vocs é no 2-C. Podem ir para lá agora.
Hitomi:- se levanta e sai da sala.
Sayaka:- se levanta, mas, antes de sair, olha para o diretor.- Senhor diretor, posso perguntar uma coisa?
Diretor: Claro.
Sayaka: Por que nos aceitou aki?
Diretor: Na verdade, essa escola é conhecida por ter apenas delinquentes e jovens problemáticos. Mas o que eu realmente gostaria era de ter bons garotos aki. Achei que acolhendo aqueles que jah viveram em um outro ambiente poderia ajudar.
Sayaka: Entendo.- sorri.- Até logo.- saindo.

Ao sair da sala, encontra Hitomi encostado na parede do corredor:

Hitomi: Vocc demorou.
Sayaka: Desculpe.- sorri.- Vamos?- andando.
Hitomi:- seguindo-a.

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Sab Mar 26, 2016 12:55 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 5: Primeiro dia
--------------------------------------------------------------------------------------

Depois de terem visto o diretor, decidiram procurar a sala. Naum demoraram muito para encontrá-la e, ao entrarem, viram o sensei olhando-os:

Sensei: Devem ser os novos alunos, certo? Apresentem-se.
Sayaka: Ah... sou Amakawa Sayaka, é um prazer conhecê-los.- curva-se, logo depois sorrindo.
?: AH! É aquela garota que quase quebrou o meu braço!- se levantando da cadeira, assustado.
Sayaka: Ah, sinto muito... ^^'
Hitomi: Nagazawa Hitomi.- olhar sombrio.
Sensei: Bem, podem escolher os lugares. A aula jah vai começar.

Enquanto os dois procuravam um lugar próximo um do outro, uma garota de cabelos longos cor gelo trançados observava Sayaka com seus olhos castanho escuro. A aula passa normalmente, apesar de muitos alunos naum darem a mínima para o sensei e alguns no fundo trocarem socos uma vez ou outra. O intervalo chegou, os dois saíram da sala conversando. Enquanto isso, no pátio, uma garota de longos cabelos prateados com um laço da cor vinho e os olhos do mesmo tom vermelho, olhava com certo tédio para o portão da saída:

?: Ah... por que eu tenho que vir aki todos os dias?

De repente, a garota vê duas pessoas passarem um pouco distante. Eram Sayaka e Hitomi. Ao vê-lo, se encanta rapidamente:

?: Quem é ele? Ah? Está acompanhado por uma pirralha. Será sua namorada? Naum importa.- colocando as mãos atrás das costas e caminhando.

Enquanto isso, Sayaka e Hitomi passeavam pela escola:

Sayaka: Até que naum é tão grande quanto parece. Jah naum me sinto tão perdida quanto antes.
Hitomi:- olhando ao redor.
Sayaka: Vocc poderia tentar fazer mais amigos, naum acha?
Hitomi: Estou bem do jeito que estou.- dando de ombros.
Sayaka: Amigos de mais nunca fazem mal.- sorri.
Hitomi: O problema é que nem todos são amigos como vocc pensa.
Sayaka: Ah?- confusa, mas prefere se calar. Parecia que Hitomi havia passado por algum trauma.

Jah na sala, os dois voltam para seus lugares. Ambos estavam sentados no fundo, mas havia uma fileira entre eles, o que os separava um pouco. Porém, podiam conversar normalmente quando quisessem. O sensei passa mais algumas aulas e, como antes, a maioria naum prestava atenção. Alguns dormiam, outros se batiam, outros simplesmente conversavam... era uma verdadeira desorganização. No fim da aula, o sensei passa um pequeno trabalho individual:

Sensei: O trabalho será sobre a nossa aula de ciências de hoje, quero que deem uma pequena pesquisada em tudo e tragam um resumo para mim na semana que vem, jah que naum teremos mais aulas. Estão dispensados.

Sayaka olhava para o sensei um pouco preocupada, sabia que ele naum receberia muitos trabalhos pelo fato de praticamente ninguém ter prestado atenção. Bem, poderia ao menos cuidar do trabalho de Hitomi e seu próprio. Ambos saíram juntos da sala conversando sobre coisas aleatórias enquanto Sayaka fechava a sua bolsa, até chegarem no pátio. O portão da saída jah estava próximo e decidiu falar sobre o trabalho com Hitomi:

Sayaka: Eu naum sei como são suas notas e nem como vocc é na escola, mas peço que se esforce para entregar esse trabalho, Hitomi.
Hitomi: Ah? Por que vocc tah falando isso?
Sayaka: Porque...- é interrompida por uma voz feminina.
?: Ah, entom seu nome é Hitomi.- se aproximando com um sorriso.- Sou Chiaki Dia, prazer em conhecê-lo.- fala a garota de cabelos prateados.

Sayaka olhava confusa para os dois. Até pensar que seria uma ótima oportunidade para Hitomi fazer novos amigos, entom decidiu ir embora:

Sayaka: Eu vou deixá-los sós.- sorrindo.
Dia: Ah, ainda está aqui? Vá embora.
Sayaka: Uh?- confusa, mas dá de ombros e vai embora.
Dia:- focando sua atenção em Hitomi.- Sabe, vi vocs dois juntos mais cedo. O que aquela pirralha é sua? Namorada?
Hitomi:- começa a andar, sem dar nenhuma importância.
Dia:- corre, andando no mesmo ritmo que ele.- Vocc tem alguma coisa para fazer agora? Podíamos ir para algum lugar nos conhecer melhor.
Hitomi: Naum tenho nada, mas arranjo alguma coisa só pra naum ficar perto de vocc.- fala sem olhar para ela.
Dia:- ri.- Naum precisa me tratar assim, eu naum mordo. Apenas se vocc pedir.- pisca.
Hitomi:- lança seu olhar sombrio para ela.
Dia: "Ah, esse olhar... sim, o olhar de quem naum dá a mínima. Ele é tão perfeito..."- olhos brilhando.
Hitomi:- continua andando, deixando Dia para trás.
Dia: Vai ser difícil me aproximar desse príncipe, mas eu naum vou desistir.- sorrindo, indo para casa.

Sayaka estava prestes a abrir a porta para entrar em casa quando Hitomi a chamou:

Sayaka: Ah, Hitomi! Como foi com a Chiaki-san?- sorrindo.
Hitomi: Nunca mais me deixe sozinho com aquela garota. ¬¬
Sayaka: Ah? Tah...- confusa.
Hitomi: Sobre o trabalho, naum se preocupe. Eu vou entregá-lo.
Sayaka: Ah, que bom! Fico feliz em ouvir isso.- sorri.
Hitomi: Bem, até amanhã.- andando.
Sayaka: Até!- acenando.

Sayaka entra em casa, encontrando Niko cozinhando. Cheirava muito bem. Deixou a bolsa no sofá, tirou os sapatos e se aproximou da tia:

Sayaka: O que está cozinhando que cheira tão bem?
Niko: Ah, Sayaka! Estou preparando gyoza de carne.- sorri.
Sayaka: Ah, posso ajudar?
Niko: Claro. Lave as mãos.
Sayaka: Ok.- vai para o banheiro.

Depois de lavar as mãos, Sayaka começa a ajudar Niko:

Niko: Como foi hoje?
Sayaka: Ah, bem... acho que deu tudo certo.
Niko: Fez alguma amiga?
Sayaka:- lembra-se de Dia.- Bom, talvez.- sorri.
Niko: Vocc é tão confusa...
Sayaka:- ri.- Desculpe.
Niko: Vamos, temos que terminar isso antes do jantar.
Sayaka: Sim, sim! "Apesar de toda a bagunça na sala, acho que consegui me adaptar. É apenas o primeiro dia, naum se sabe o que pode acontecer. Mas eu sinto que lá é um lugar onde eu possa me encaixar..."- sorri.

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Seg Mar 28, 2016 3:42 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 6: Desafio
--------------------------------------------------------------------------------------

Era o último dia de aula na semana, Sayaka se levanta animada após ouvir o barulho do despertador. Pega o seu uniforme e vai tomar um banho. Saindo, passa os dedos pelos fios negros apenas para arrumá-los um pouco e desce as escadas para encontrar Niko:

Niko: Bom dia, querida.- cozinhando.
Sayaka: Bom dia, tia.- abraçando-a por trás.- Finalmente será fim de semana, poderemos cozinhar algumas coisas bem gostosas, o que acha?
Niko: Eu acho ótimo, isso se vocc convidar os seus amigos e amigas.- soltando o abraço.
Sayaka: "Hmm... o Hitomi tudo bem, mas será que a Chiaki-san vai aceitar?" Tudo bem, eu vou convidá-los.- sorri.
Niko: Ótimo, agora senta que eu vou colocar o café.

Depois de comer bem, Sayaka se levanta da cadeira, pega sua bolsa e coloca seus sapatos. Abrindo a porta, olha para trás, se despedindo de Niko:

Sayaka: Até mais tarde, tia!
Niko: Tenha cuidado e naum se esqueça de convidá-los.
Sayaka: Sim, sim.- sorri, saindo de casa.

Colocando os pés para fora, encontra Hitomi encostado no mesmo poste de antes:

Sayaka: Bom dia, Hitomi.- sorrindo.
Hitomi:- acena e começa a andar.
Sayaka: "Ele ainda é meio complicado."- caminha ao lado de Hitomi, sorrindo.

No meio do caminho, ambos são interrompidos por Dia, que aparece de repente se aproximando de Sayaka:

Dia: Bom dia!- sorrindo.
Sayaka: Ah... bom dia.- sorri.
Hitomi:- olha e logo continua a andar.

Hitomi caminha na frente enquanto as duas garotas conversavam atrás:

Dia: Qual o seu nome?
Sayaka: Ah, sou Amakawa Sayaka.- sorri.
Dia: Hm. Naum entenda mal, pirralha. Estou me aproximando de vocc apenas para ficar perto dele.- fala de Hitomi com os olhos brilhando.
Sayaka: Certo, certo.- sorri.- Ei, o que vocc acha de ir na minha casa nesse fim de semana? Eu e minha tia faremos muitas coisas gostosas.
Dia: Hitomi irá?
Sayaka: Claro.
Dia: Entom, eu irei.
Sayaka: Ok.

Depois de alguns minutos em silêncio, Dia decide perguntar:

Dia: Ei, ele é sempre assim?
Sayaka: Como?
Dia: Meio quieto, misterioso...
Sayaka: Eu e Hitomi nos conhecemos na infância, mas naum convivemos muito tempo juntos. Ele é tímido sim, frio quando necessário mas... é uma boa pessoa.- sorri.
Dia:- olha-a.- É bom naum tentar roubá-lo de mim. Ouviu, pirralha?
Sayaka: Naum se preocupe, Chiaki-san! Somos apenas bons amigos.
Dia: Dia.
Sayaka: Ah?
Dia: Me chame de Dia.- sem olhar para ela.
Sayaka:- surpresa, sorri.- Ok, Dia.

Ambos chegam juntos na escola, porém se separam no pátio. A sala de Dia era no primeiro andar e a de Sayaka e Hitomi era no segundo:

Dia: Até mais tarde, Hitomi.- sorrindo e entrando na sala.
Hitomi: Vamos.- subindo as escadas.
Sayaka:- seguindo-o.

Dentro da sala, antes de se sentar, Sayaka se lembra de algo:

Sayaka: Ah é, Hitomi! Eu e minha tia faremos algumas coisas gostosas para comer no fim de semana, quer ir?
Hitomi: Pode ser.- sentando no lugar.
Sayaka: Certo!- sentando no lugar.- "Legal, agora todo mundo vai poder ir!"- sorrindo.

A aula começa normalmente, porém Sayaka naum percebe que estava sendo observada por uma garota de cabelos trançados sentada naum muito distante dela. O intervalo chega e todos saem da sala normalmente. Hitomi esperava por Sayaka na porta:

Hitomi: Vocc demora pra tudo.
Sayaka: Desculpa. ^^'
Dia: Hitomi, pirralha!- correndo, chega até eles ofegante.
Hitomi: O que vocc tah fazendo aki?
Dia: Como assim, eu estudo aki.- sorri.
Sayaka: "Acho que naum foi isso o que ele quis dizer." ^^'
Dia: Vocs vão almoçar no refeitório da escola?
Sayaka: Ah? Aki tem refeitório? "Eu comi coisa que trouxe de casa."
Dia: Claro que tem. Me sigam.- anda na frente, sendo seguida pelos dois.

Chegando no refeitório, encontram as mesas sujas de comida e algumas manchas vermelhas. O chão tinha alguns dentes também:

Dia: Chegamos!- anunciando.- Hoje estão dando macarrão com almôndegas. É o dia de sorte de vocs, geralmente eles dão coisa pior.
Sayaka: Estou empolgada. ¬¬
Dia: A fila é aki, eu naum vou comer.

Sayaka e Hitomi ficam na fila para pegarem a comida. Naum demora muito para chegar sua vez, jah que a maioria odiava aquela comida. Mesmo assim, as mesas do refeitório estavam lotadas de pessoas porque ali era um bom lugar para se reunir com os amigos. Se é que ali existia amizade. Quando pegam a comida na bandeja, procuram um lugar para sentar:

Dia: Aki! Eu guardei um lugar pra vocs dois!- acenando.

Os dois vão até lá. Hitomi estava no meio, ficando Dia num canto e Sayaka em outro. Ao colocarem a comida na boca, Hitomi larga a comida:

Hitomi: Naum sou obrigado.
Dia: Eu disse que era ruim.
Sayaka: Vamos, naum pode ser tão horrível assim.- sorri, comendo uma almôndega. Seus olhos ficam arregalados e logo cospe a carne no prato.- Como isso foi feito?
Dia: Nem queira saber... -.-

De repente, Sayaka sente que algo se aproximava. Algo havia sido jogado para acertá-la, mas desvia. Hitomi, que tem um ótimo reflexo, também desvia ao ver que seria acertado. Jah Dia, que estava hipnotizada observando o garoto, naum conseguiu desviar e foi atingida por uma almôndega:

Dia: Ai, que nojo! Pirralha, por sua causa eu fui acertada! Naum deveria ter desviado!
Sayaka: Desculpe, desculpe.- sorrindo. Logo, olha pelo canto para ver quem provavelmente a teria acertado, encontrando a menina de cabelos trançados a observando com um sorriso.
Dia: Mas se eu fosse vocc, Sayaka, sairia rápido desse refeitório.
Sayaka:- é tirada de seus pensamentos pelo comentário de Dia.- O que? Por quê?
Dia: Quando isso acontece, eles naum desistem até acertá-la.
Sayaka: Como assim?
Dia: Vai começar. 3... 2... 1...

De repente, todos do refeitório gritam "Guerra de comida!" e começam a atirar almôndegas e macarrão em Sayaka. A garota, que estava em pé, desviava de todos os alimentos. Mesmo a maioria naum estar comendo, pegavam a comida das panelas e do chão para acertá-la. Muitos minutos se passaram assim, Sayaka desviava e mais alimentos vinham para atingi-la. Logo, naum acham comida e jogam uma bandeja nela. A garota segurou a bandeja e olhou para ela com indignação:

Sayaka: Uma bandeja? Quem jogou isso em mim?- pergunta, com voz firme.

Todos do refeitório a olham com admiração e gritam "Ohhh!!". Sayaka, ao perceber que tudo era pelo que havia feito, se sente envergonhada. Coloca a bandeja na mesa e puxa Hitomi pelo braço:

Sayaka: Vamos sair daki.- correndo.
Hitomi:- se deixa conduzir pela garota.
Dia: Ei, vão me deixar aki sozinha? Droga...- emburrada.

Sayaka corria bem rápido na escada, queria chegar logo na sala. Ao entrar, solta o braço de Hitomi e senta no lugar, sentindo uma forte dor na perna esquerda:

Hitomi: Vocc está bem?
Sayaka: Claro, estou ótima!- sorri.

Logo, os outros alunos chegam. Sayaka naum deixa de perceber que todos a olhavam, mas havia um olhar apenas que a perturbava. O olhar daquela garota de cabelos trançados. Decidiu deixar isso de lado e se concentrar na aula, afinal, seriam as últimas da semana. Os alunos são dispensados e Hitomi vai até a mesa de Sayaka, que arrumava os materiais na bolsa:

Hitomi: Sayaka, eu vou passar na loja onde a minha irmã trabalha entom jah vou indo.
Sayaka: Ah, ok. Te vejo no fim de semana.
Hitomi: Tah.- saindo da sala.

Muitos alunos jah haviam ido embora, correram para casa pois era o último dia da semana. Porém, tinha mais alguém junto de Sayaka naquele lugar:

?: Amakawa Sayaka, uma garota de 15 anos com um corte de garoto que em menos de uma semana consegue a admiração de toda a escola.
Sayaka: Ah?- olhando em direção a voz feminina.- Quem é vocc?
?: Asashio Aoi, vim testar se vocc é digna de estudar aki.
Sayaka: '-' Como é que é?- confusa.
Aoi: Melhor estar preparada.- avança com um chute.
Sayaka:- tira sua bolsa de cima da mesa, onde o chute acertou.- Espera aí, vocc quer lutar?
Aoi: Lógico, qual a melhor maneira de provar ser digna de estar aki?- avança com outro chute.

Sayaka se move rápido e fica atrás de Aoi:

Sayaka: Pare com isso, por que naum vai pra casa? O fim de semana jah chegou...
Aoi:- surpresa.- "Ela é rápida!"- dando outro chute, fazendo Sayaka se afastar.- Naum até vocc se provar digna.
Sayaka: Ah, ok. -.-

Sayaka dá um chute na perna de Aoi, fazendo a mesma cair no chão de dor. Sem perceber, jah estava imobilizada:

Aoi: C-como...
Sayaka: Entom, eu sou digna?- se levantando e pegando a bolsa, se preparando para sair da sala.
Aoi: Espere, quanto vocc usou de poder?
Sayaka: O que? Ah... pergunta difícil... eu naum sei. Acho que pouco, porque estou com cãibra na perna. ^^'
Aoi:- surpresa.
Sayaka: Bem, até mais.
Aoi: Espere! Podemos lutar de novo depois?
Sayaka: Claro.- sorri, indo embora.
Aoi:- olha-a ir.

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Ter Mar 29, 2016 3:02 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 7: Fim de semana
--------------------------------------------------------------------------------------

Saindo da sala e caminhando pelo corredor, Sayaka encontra Dia:

Dia: Ah, achei vocc!- segurando-a pelo ombro.
Sayaka: '-' O que tah acontecendo?- confusa.
Dia: Me diz vocc! Naum acho o Hitomi em lugar nenhum!
Sayaka: Ah, é isso... ele saiu mais cedo hoje porque tinha que conversar com a irmã dele.
Dia: Entendi. Que pena, naum poderemos voltar juntos pra casa...
Sayaka: Naum se preocupe com isso, amanhã vocs vão se encontrar na minha casa.- sorri.
Dia: Ah, é mesmo.- abre a bolsa e entrega um papel.
Sayaka: O que é isso?- olhando o papel.
Dia: Meu número de telefone. Naum sei onde sua casa fica e preciso saber do horário, por isso me mande uma mensagem.
Sayaka: Ah, ok.
Dia: Entom, até amanhã.
Sayaka: Até.- sorri, saindo da escola.

Sayaka naum demora muito para chegar em casa, tirando os sapatos e anunciando sua chegada:

Sayaka: Tia, cheguei!
Niko: Seja bem-vinda de volta. Como foi a escola?
Sayaka:- se lembrando dos acontecimentos.- Digamos que foi agitada. ^^'
Niko: Bem, acho melhor ir descansar entom. O jantar logo ficará pronto.
Sayaka: Ah, naum! Naum vou deixar vocc preparar tudo sozinha. u.u
Niko: Mas...
Sayaka:- interrompe-a.- Sem mas! Eu vou tomar um banho bem rápido e nós iremos cozinhar juntas. Entendeu?
Niko: Tah bem...
Sayaka: Ótimo.- sorri, logo subindo as escadas para ir ao quarto.

Ao abrir a porta, acende a luz e abre o guarda-roupa procurando uma roupa simples. Acaba separando uma camisa larga preta e um short azul um pouco curto. Toma um banho rápido, assim como disse que faria. Veste as roupas rapidamente, arrumando os fios de cabelo negros com os dedos. Desce as escadas e encontra Niko cortando alguns legumes:

Sayaka: Certo, hora de começar a trabalhar.

Depois de pouco tempo cozinhando legumes e temperando a carne, o jantar fica pronto. Enquanto comiam, decidiram conversar:

Sayaka: Tia, convidei meus amigos para virem aki amanhã.- sorri.
Niko: Sério? Isso é ótimo! E amigas?
Sayaka: Relaxe, uma amiga vai vir aki também. ^^'
Niko: Agora sim.

Quando terminam de jantar, Sayaka lava a louça e Niko ajuda a secá-la. Acabando o serviço, Sayaka decide ir para o quarto e permanecer lá até dormir:

Sayaka: Boa noite, tia.- dando-lhe um beijo na bochecha.
Niko: Ora, jah vai dormir?- surpresa.
Sayaka: Naum, vou só ficar no meu quarto. Mas naum vou descer de novo, entom...
Niko: Entendo. Boa noite.- sorri.

Sayaka sobe as escadas para ir ao quarto. Abre a porta, acende a luz e abre a sua bolsa, procurando por seu celular e o papel que ganhou de Dia:

Sayaka: Deve estar por aki... achei!- pegando o papel.- Agora, vamos ver.- mandando a mensagem e a enviando.- Pronto!- sorri.- "Eles estarão bem cedo aki amanhã, entom preciso dormir logo."- pensa, deixando o celular na cômoda que tinha perto da cama e se deitando na mesma.

Sem perceber, havia pego no sono. O dia seguinte amanhece bem bonito, o céu estava limpo, sem sinais de chuva e naum estava muito quente. Sayaka abre os olhos e os esfrega com as costas das mãos, ainda deitada. Estica o corpo e se levanta, olhando para a janela logo esboçando um sorriso. Abre o guarda-roupa e procura por alguma peça casual. Acaba jogando uma blusa vermelha de mangas um pouco compridas e uma saia preta naum muito curta. Também separa um coturno preto:

Sayaka: É, acho que isso está bom.- sorri, entrando no banheiro para se lavar.

Ao terminar de se limpar, coloca suas roupas e se olha no espelho:

Sayaka: Dá pra melhorar.- pega um cinto com correntes dentro do armário.- Agora sim.- se olha no espelho mais uma vez após colocá-lo na saia.

Desce correndo as escadas e encontra Niko sentada no sofá, assistindo televisão:

Niko: Ora, que rápida. Acordou cedo hoje.
Sayaka: É que eles chegarão logo logo, por isso quero estar pronta.- sorri.
Niko: Está muito bonita.- olhando-a.
Sayaka: Obrigada, quis me arrumar um pouco...
Niko: Hitomi vai vir?
Sayaka: Sim.- sorri.
Niko: Ah, entom é por isso...- ri.
Sayaka:- ri.- Naum é nada disso, somos apenas amigos.
Niko: Tah bom...

Logo, o som de batidas na porta interrompe a conversa das duas:

Sayaka: Ah, devem ser eles!- abrindo a porta, encontrando Hitomi e Dia.
Dia: Oi, pirralha.
Sayaka: Bom dia, Dia.- sorri.
Hitomi:- olhando Sayaka.
Sayaka: Hitomi?- confusa.
Hitomi: Ainda naum aprendeu a ser feminina.- sorri.
Sayaka: Ei... u.ú
?: Sayaka, vocc está aí mesmo?- uma voz feminina interrompe a conversa.
Sayaka: O que foi isso?
Dia: Ah, esqueci de dizer.- puxando uma garota pelo braço, colocando-a na frente da porta.- Ela veio me seguindo até aki.
Sayaka: Ah, é vocc!
Aoi: Queria me desculpar por ontem e ajudar vocs hoje.- sorri.
Sayaka: Tudo bem, quanto mais melhor!- sorri.
Aoi: Que bom...

Niko se aproxima, sorrindo:

Niko: Ora, Sayaka. Vocc naum me disse que viria mais uma amiga.
Sayaka: Naum estava planejado... ^^'
Niko: Muito prazer, eu sou a tia dela. Me chamo Amakawa Niko.
Hitomi/ Aoi/ Dia: O prazer é nosso.
Sayaka: Entom, chega de enrolação e vamos para o mercado! o/

Hitomi e as garotas olham confusos para Sayaka, que permanecia animada:

Hitomi: Mercado?
Dia: Eu pensei que estávamos vindo aki para comer.
Sayaka: E vocs vão, mas iremos cozinhar todos juntos.- sorri.
Aoi: Muitas bocas para alimentar, muitas mãos para ajudar. Naum é mesmo, Sayaka?
Sayaka: É isso mesmo, Aoi. Agora vamos, ou a comida ficará pronta muito tarde.- empurrando-os para fora.- Voltamos logo, tia!- acenando.
Niko: Tenham cuidado!

O caminho para o mercado foi divertido, todos conversavam animadamente e Sayaka estava rindo e se divertindo muito. Compram o necessário e voltam para casa:

Sayaka: Certo, temos tudo o que precisamos. Hora de trabalhar! o/

Aoi, Dia e Sayaka dominaram a cozinha. Hitomi estava sentado na cadeira próximo a elas. Niko assistia televisão, pois sabia que Sayaka naum queria ser ajudada. Ela queria passar um tempo com seus amigos. Aoi e Sayaka eram muito boas na cozinha, jah Dia:

Sayaka: Dia, vocc tem que cortar primeiro! Vai ficar muito grande se colocar na panela assim e naum vai caber!
Dia: Tah bem.- pega a faca e corta o dedo.- AAAIII!!!- com o dedo na boca.
Sayaka: Puxa vida...- pegando um curativo.- Pronto, tome cuidado da próxima vez.
Dia: Tah... -.-

Porém, naum acabou por aí:

Sayaka: Cuidado com essa tigela, Dia.
Dia: Eu sei, naum sou tão burra assim.
Aoi: Ah, olha pro chão! Pro chão!
Dia: O que? AHHH!!- escorrega numa embalagem que estava no chão.

A tigela tinha ingredientes para fazer um bolo, e acabou sendo derramado em Dia e Sayaka:

Dia: Desculpe...- olhando para o chão.
Sayaka: Ei, naum se preocupe com isso. Nos divertir é o que importa.- sorri.
Dia: Sério? Entom, espero que ache isso engraçado.- jogando farinha no rosto de Sayaka.
Sayaka: Ah? Ei!- joga farinha em Dia também.
Aoi: Gente, e a comida? AHH!- sendo acertada pela farinha.- Agora vocs vão ver...- correndo atrás das duas.

Hitomi, que observava tudo, naum pôde deixar de sorrir ao ver o sorriso de Sayaka. Um sorriso discreto mas que continha muita felicidade. A manhã que era programada para cozinhar, foi totalmente mudada. Mas naum havia problema, pois todos tinham se divertido. A comida também ficou maravilhosa, mesmo naum podendo fazer tudo o que se queria. Todos ajudam a arrumar a cozinha e a louça. A tarde jah havia chegado e todos decidiram ir embora:

Dia: Foi realmente divertido, pirralha.
Sayaka: Eu também gostei!
Aoi: Espero poder vir mais vezes.
Sayaka: Será sempre bem-vinda, Aoi.- sorri.
Hitomi:- olhando Sayaka.
Sayaka: O que é?- confusa.
Hitomi: Nada feminina...- ri.
Sayaka: Palhaço... u.ú

Todos se despedem e Sayaka acena até perdê-los de vista, fechando a porta logo depois. Senta-se no sofá ao lado de Niko, que assistia televisão:

Sayaka: Eles são demais, naum é mesmo?
Niko: São sim. Finalmente vocc conseguiu amigas, Sayaka.- sorri.
Sayaka: "Amigas..." É, eu consegui tia.- sorri, abraçando-a.

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Qui Mar 31, 2016 3:10 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 8: Trabalho
--------------------------------------------------------------------------------------

Era domingo, a manhã estava bonita e tranquila. Sayaka ainda estava deitada, havia acordado há alguns minutos, mas olhava para o teto de seu quarto como se estivesse em transe. De repente, um pensamento a faz se levantar desesperadamente e abrir o armário com pressa:

Sayaka: Eu tenho que finalizar esse trabalho hoje!- jogando várias roupas na cama para encontrar a que realmente queria.

Deixou apenas uma calça preta rasgada nas pernas e uma camisa azul curta e folgada na cama. Guardou as outras peças que havia jogado rapidamente e entrou no banheiro apressadamente. Naum demorou nem 5 minutos para sair e se jogar na cadeira que ficava de frente a uma mesinha, pegando seu trabalho e alguns livros:

Sayaka: Ok, eu posso terminar rápido. São apenas alguns detalhes, se acalme...- suspira, pegando sua caneta e um headphone roxo. Gostava de ouvir música enquanto estudava em casa.

Após escrever poucas palavras na folha, escuta Niko chamá-la lá em baixo. Deixou sua caneta em cima do trabalho e desceu as escadas, ainda ouvindo música:

Sayaka: O que houve, tia?
Niko: Parece que alguém quer te ver.- sorrindo.
Sayaka: Alguém? Quem?- confusa com o sorriso da mulher.
Niko: Abra a porta e verá.- indo para a cozinha.

Sayaka olha para a porta e começa a caminhar. Ao abri-la, encontra Hitomi, com vários papéis grampeados na mão:

Sayaka: Hitomi...- tirando seu headphone para ouvi-lo. Porém, passaram-se alguns minutos em que o garoto ficou em silêncio, apenas olhando-a.
Hitomi: Será que vocc poderia cuidar do meu trabalho pra mim?
Sayaka: Claro, o que aconteceu?
Hitomi: Meus pais resolveram sair, mas a vizinha também. A criança dela ficará com a minha irmã lá em casa e naum confio naqueles dois sozinhos...
Sayaka: Ah, entendi. Pode deixar, amanhã eu entrego ele pra vocc.- sorri.
Hitomi: Obrigado.- andando.
Sayaka: Tchau, até amanhã!- acenando, fechando a porta logo depois de naum vê-lo mais.

A garota colocou seu headphone novamente e olhou para Niko, confusa. Decidiu perguntar:

Sayaka: O que foi aquela reação de agora pouco?
Niko: Do que está falando?- preparando um chá.
Sayaka: Com o Hitomi.
Niko: Ah...- olha-a, sorrindo.- Vocc sabe o que é.
Sayaka: Está ficando cada vez mais confusa...- suspira, subindo as escadas.

Entrando no quarto, senta novamente na cadeira e olha para o trabalho, colocando o de Hitomi ao lado. Pega a caneta e começa a escrever na folha, queria terminar logo aquilo para aproveitar o dia. Porém, os detalhes que esperava serem rápidos, demoraram mais do que imaginava. O café e o almoço se passaram, seu trabalho estava ficando bem extenso. Naum queria nada muito enjoativo, sabia como era entediante ler coisas repetidamente. Decidiu dar uma pausa, suas músicas haviam acabado e naum tinha outras para ouvir. Deixou o headphone na mesa, colocou a caneta em cima de seu trabalho e desceu as escadas. Suas mãos jah doíam de tanto escrever:

Niko: Como está indo o trabalho?- sentada no sofá, assistindo televisão.
Sayaka: Mais estressante do que imaginava.- tomando um copo de água, suspirando logo depois.
Niko: O que vocc tah colocando naquelas folhas? Sua vida inteira?
Sayaka: Naum exagere. ¬¬ O professor pediu para colocarmos o que havíamos entendido das aulas, quero que esteja completo.
Niko: Mesmo que escrito em poucas palavras, se estiver claro vai estar completo. Coloque de forma resumida.

A garota olha para Niko surpresa, naum havia pensado nisso. Queria colocar cada detalhe e isso estava deixando o trabalho longo demais. Lavou o copo e deu um beijo na bochecha de sua tia:

Sayaka: Obrigada, tia!- subindo as escadas rapidamente.
Niko: Essa garota...- sorri.

Entrando no quarto, fica em pé ao lado da mesa, observando o trabalho com determinação:

Sayaka: É hora de acabar com isso.- senta na cadeira e pega a caneta, escrevendo rapidamente. Estava animada, pois finalmente sabia o que escrever.

Acabando, olha o trabalho com orgulho e o fecha, deixando ao lado do de Hitomi. Olhando para os dois, dá um leve sorriso:

Sayaka: "Trabalhamos bastante, neh?"- curiosa com o que o garoto escreveu, abre o trabalho e encontra apenas uma folha escrita.- "Só isso?!"- seu trabalho havia ficado bem maior comparado ao dele. Decidiu ler e deu uma risada baixa.- "É a cara dele escrever essas coisas..."

A luz da lua invadia o quarto de Sayaka, que fecha o trabalho de Hitomi e o deixa na mesinha, saindo do quarto e fechando a porta. O jantar estava pronto e, jah que havia demorado demais nos detalhes, queria aproveitar o resto da noite com Niko:

Niko: Quer dizer que acabou?
Sayaka: Sim, finalmente.- sorrindo.
Niko: Vocc leu o trabalho do Hitomi?- sorri.
Sayaka: N-naum! Claro que naum! Por que eu faria...- abaixa a cabeça.- Tah, eu li. Mas eu só queria saber o que ele escreveu, nada de mais.
Niko:- ri.
Sayaka: Por que está rindo?
Niko: Por nada, naum é nada.

O jantar se passa assim, Sayaka estava confusa e um pouco nervosa com aquelas frases tão sem sentindo de Niko, mas naum dava muita atenção. O tempo que passaram juntas naquele domingo foi pouco, mas deveria admitir que foi divertido. Jah de banho tomado e pijama no corpo, senta na cama e olha para os dois trabalhos que estavam juntos:

Sayaka: "Será que ele jah está em casa?"- balança a cabeça, para afastar aquele pensamento.- "O que isso importa? Tenho que dormir, amanhã devo entregar o trabalho pra ele."- deita e adormece rapidamente.

Era segunda, as folhas das árvores balançavam levemente com o vento que passava de vez em quando entre elas. Sentindo o fraco raio de luz solar em seu rosto, Sayaka esfrega os olhos com as costas das mãos e os abre em seguida, dando algumas piscadas devagar. Se senta, olhando os trabalhos que permaneciam na mesa. Sorri e olha para a janela, um grande dia lhe aguardava. Tratou de se levantar e pegar seu uniforme, se dirigindo para o banheiro logo em seguida. Jah vestida, passa os dedos nos fios de cabelo para arrumá-los e desliga o despertador, jah que havia acordado alguns minutos antes deste tocar. Pega os trabalhos e os coloca na bolsa, descendo logo em seguida:

Sayaka: Bom dia, tia!- sorri.
Niko: Bom dia. Estou fazendo chá, vocc quer?
Sayaka: Eu aceito. Ainda tem aqueles biscoitos que fizemos sábado, vai ficar gostoso.
Niko: Ah, aqueles biscoitos ficaram maravilhosos.
Sayaka: Aoi cozinha muito bem, jah Dia... ela vai precisar de ajuda.
Niko: Todo mundo tem algo em que naum é bom, afinal.

Depois de comer, Sayaka se levanta e dá um beijo na bochecha de sua tia. Coloca os sapatos e pega a bolsa:

Sayaka: Estou saindo!- abrindo a porta.
Niko: Tenha cuidado.- sorri.

Sayaka jah sabia, de alguma forma, que ele estaria lá. Só fechou a porta e se virou, encontrando o garoto no mesmo lugar de sempre:

Sayaka: Bom dia, Hitomi.- sorri.
Hitomi: Oi.
Sayaka: Espero que tenha aproveitado o dia ontem. Aki está seu trabalho.- abrindo a bolsa, pegando-o e entregando-o.
Hitomi:- segura no pulso de Sayaka, lhe puxando e dando um beijo na testa.- Obrigado, espero que o seu dia tenha sido assim também.- andando, com o trabalho na mão.
Sayaka:- olha-o confusa.- "O quê?" '-' - volta a si e corre, andando ao seu lado.

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Qua Abr 06, 2016 3:15 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 9: Uma briga
--------------------------------------------------------------------------------------

Os dois caminhavam normalmente lado a lado, sem trocar nenhuma palavra, como faziam todos os dias. A garota gostava de observar a paisagem ao redor, fazia-a se sentir melhor. Perdida em seus pensamentos relacionados aos lugares bonitos pelos quais passava, naum percebe quando Aoi e Dia se aproximam e lhe cumprimentam:

Dia: PIRRALHA!!- dando-lhe um tapa no braço.
Sayaka: Ah? O que?- sente a dor no braço e olha para as duas.- Dia, Aoi! Bom dia!- sorri.
Aoi: Vocc está bem?
Sayaka: Estou ótima. E vocs?
Dia: Ah, esse fim de semana foi um inferno. Quase naum termino meu trabalho. -.-
Sayaka: Ele também pediu pra sua sala?
Dia: Ele pediu pra todas as salas. '-'
Aoi: Eu fiz o meu durante a semana.
Sayaka: O meu fim de semana foi ruim também... mas o sábado foi legal, naum é?
Dia: Com certeza!
Aoi: Devemos fazer isso mais vezes!- sorri.
Sayaka: Eu também acho.- sorri.

Os quatro chegam na escola e se despedem no pátio, jah que Dia é da sala de baixo:

Sayaka: Será que ele jah chegou?
Aoi: De qualquer forma, vamos entrar.

Os três entram na mesma hora, encontrando a sala numa bagunça total. Provavelmente ninguém lembrava do trabalho que o professor havia pedido. Os três se sentam em seus lugares e esperam a chegada do sensei, que naum demora muito para aparecer:

Sensei: Bem, aqueles que fizeram o trabalho, podem deixar em cima da mesa.

Na mesma hora que Sayaka coloca o trabalho na mesa, Aoi faz o mesmo. As duas se olham e sorriem:

Sayaka: Que engraçado.
Aoi: O que?
Sayaka: Sermos amigas, assim... depois de todas as coisas que aconteceram...
Aoi: Ainda está brava comigo?
Sayaka: Brava? Que nada, eu achei muito divertido aquele dia.- sorri.
Aoi:- surpresa, sorri.

As duas riem e logo voltam para os lugares. Poucos alunos haviam se comprometido com aquele trabalho, Sayaka jah sabia que isso aconteceria. Porém, naum pôde deixar de ficar triste com isso. O sensei também ficou desanimado, mas a aula ocorreu normalmente. A hora do almoço chega, os três descem as escadas e encontram Dia esperando encostada na parede:

Dia: Vocs demoraram.
Sayaka: Desculpe, a sensei de matemática só nos deixou sair se resolvêssemos um problema. Fomos os primeiros a sair.
Dia: '-' O resto naum vai sair da sala hoje.
Sayaka: Eu também acho... -.-
Dia: Vocs vão querer almoçar?
Sayaka: Eu passo, vou comprar um suquinho de caixinha pra mim. Alguém vai querer?
Aoi: Eu vou com vocc!- correndo até alcançá-la.

Dia se aproxima de Hitomi e lhe cutuca nas costas:

Hitomi: O que foi?
Dia: Eu jah percebi.- olhando para Sayaka.
Hitomi:- olhando-a.
Dia:- sorri, encosta na parede e fecha os olhos.

Logo, Sayaka e Aoi chegam tomando seus sucos:

Sayaka: Vocs tem que olhar aquela máquina depois, tem coisas muito boas!
Aoi: Com certeza são melhores que as coisas do refeitório.
Sayaka:- ri.- Qualquer coisa é melhor que aquilo.
Aoi:- ri.- Verdade.

As duas percebem que Hitomi e Dia as observavam:

Sayaka: O que vocs tem?- confusa.
Dia: Nada, vamos sentar em um lugar mais fresco.- andando na frente.
Sayaka: Hm...- olha-a e logo a segue.

Os quatro se sentam embaixo de uma árvore que tinha no pátio e começam a conversar:

Sayaka: Ei, vocs tem dinheiro aí?
Dia: Ah? Por quê?
Sayaka: Podíamos passar numa lojinha pra comprar coisas pra comer, o que acham?
Aoi: Eu gostei! Tem um bolinho que eu quero muito experimentar...
Dia: Eu também vou, estou com vontade de comer taiyaki faz uns dias.
Sayaka: E vocc, Hitomi?
Hitomi: Hoje naum vou poder, tenho que chegar cedo em casa.
Sayaka: Ah, entendo... que pena.
Hitomi: Podemos combinar de sair depois.
Sayaka: É, tem razão.- sorri.

O intervalo acaba e todos voltam para a sala. Sayaka olhava para a sua mesa, pensativa. Queria ir com todos, mas Hitomi tinha algo mais importante para fazer. Naum sabia qual era o porquê de estar tão preocupada com o fato de o garoto naum poder ir, jah que naum era tão próxima assim dele. Ou era? Aquela pergunta a fez ficar paralisada por alguns minutos até ouvir uma voz masculina chamar seu nome:

Sensei: Amakawa-san, leia o próximo parágrafo do texto.
Sayaka: Sim, ah...- olhava para o livro, mas naum sabia onde estava a leitura.

Um sinal de Hitomi foi capaz de acalmar seu coração e lhe mostrar onde estavam lendo. Assim, a garota foi capaz de continuar o texto. As aulas restantes foram um pouco difíceis para Sayaka, jah que naum conseguia se concentrar. Os alunos foram dispensados e começaram a arrumar suas coisas. Enquanto guardava seu material na bolsa, Sayaka olha para Hitomi, que também o guardava. Hesitou um pouco mas logo foi até o garoto:

Sayaka: Queria que fosse com a gente.- diz, de cabeça baixa.- Mas sei que tem coisas a fazer, e naum posso me meter nisso. Por isso, da próxima vez, nós dois vamos juntos!- levanta a cabeça, com um olhar determinado.
Hitomi:- surpreso.- Por quê?
Sayaka: Ah? Por quê? Porque... Por que mesmo?- confusa, naum achava uma resposta.
Hitomi:- sorri ao ver a confusão no rosto da garota.- Ok, eu saio com vocc.
Sayaka:- sorri.- Certo. Entom, até amanhã.- volta a arrumar suas coisas.

Hitomi a observa por um tempo e logo pega sua bolsa, saindo da sala. Aoi vai até Sayaka:

Aoi: O que foi isso?
Sayaka: Eu também naum sei, só... Esqueça. Vamos?- sorri.
Aoi: Sim.
Sayaka: Dia jah deve estar reclamando lá embaixo.- andando, sendo seguida por Aoi.

No andar de baixo, Dia estava sentada no banco do pátio:

Dia:- antes de falar é interrompida.
Sayaka: Demoramos, neh? Jah sei.
Dia: Vamos logo. u.ú - andando na frente, ouvindo risadas das outras duas.

As três garotas andavam pela cidade, procurando alguma loja para irem:

Dia: Eu estava afim de comer, mas agora nem sei mais...
Aoi: Tem muitas lojas que quero ir, mas o dinheiro naum permite. -.-
Sayaka: Vamos só comer algo, podemos combinar de sair depois.- sorri.
Aoi: Mas vocc jah vai sair com o Hitomi.
Dia:- surpresa.- AH?
Sayaka: Aoi. u.ú
Aoi: Desculpe.- mãos atrás da cabeça, sorrindo sem graça.
Sayaka: Dia, eu...
Dia: Naum precisa se explicar, eu naum sou nada do Hitomi.
Sayaka: '-' Peraí, o que? Mas eu achei que...
Dia: Naum, naum mais.- olha para o céu.- Naum mais...
Aoi: Ahhh...
Sayaka:- olhando para as duas.- Tah, agora chega. Viemos aki para nos divertir, naum para cair na depressão. u.u Olha, tem aquela loja ali. O que acham?- apontando.
Dia: Eu gostei, talvez tenha coisas gostosas para comer.
Aoi: Vamos olhar.

As três vão correndo para dentro da loja. Depois de alguns minutos, saem sorrindo e comendo várias coisas:

Aoi: Baratas e gostosas!
Dia: É a melhor loja do mundo!
Sayaka: Eu também acho!

Logo, o sorriso esboçado no rosto de Sayaka desaparece ao ver as duas garotas jah conhecidas:

Satoko: Vejam só quem encontramos.- sorrindo.
Chiyo: Quanto tempo, hein?
Sayaka: Chiyo, Satoko. Olá.- sorri.
Satoko: Ainda agindo desse jeito estranho. Será que eu devo arrumar esse rosto pra vocc?- se prepara para dar um soco, mas uma mão o bloqueia antes de acertar o rosto de Sayaka.
Dia:- segurando o punho da garota.- Eu naum sei quem vocc é, mas se quiser briga é só falar.- séria.
Chiyo: Ora, conseguiu seguidoras?
Aoi: Somos amigas dela.

As duas garotas riem:

Satoko: Amigas?- riem mais uma vez.
Dia: Sayaka, quem são essas retardadas?- apontando para as duas.
Sayaka: São Chiyo e Satoko da minha outra escola.
Dia: Ah, agora jah sei porque vocc saiu de lá.- olhando-as de cima a baixo.
Satoko: Nós que tiramos ela de lá.
Chiyo: Era uma metida que dava em cima de todos os garotos.
Sayaka: Bem, foi legal ver vocs duas de novo mas eu tenho que ir.- andando, sendo seguida por Dia e Aoi.
Satoko: Da próxima vez que nos vermos, vamos arrebentar a sua cara.
Sayaka: Sim, sim.- acena de costas, ainda caminhando.

Depois de caminharem por um tempo em silêncio, Dia quebra esse clima pesado:

Dia: Por que vocc deixou aquelas duas falarem com vocc daquele jeito? Por que naum bateu nelas?
Sayaka: Seria desnecessário, naum preciso agredir ninguém.
Dia: Como assim desnecessário?
Sayaka: Elas naum me bateram, tentaram mas naum acertaram. Sobre isso, eu agradeço vocc, Dia. Mas eu naum vou bater em ninguém sem ter um motivo, naum foi pra isso que treinei.
Dia:- surpresa, se cala e continua a caminhar.

Depois de alguns minutos, perto da casa de Aoi, que mora próximo a uma escola, as garotas se deparam com uma cena:

Aoi: Ei, aquele naum é o Hitomi?- apontando.
Dia: É ele mesmo, está lutando com uns garotos de outra escola!
Sayaka:- olha, encontrando um garoto jah conhecido.- "É aquele que tentou me bater na outra escola... essa naum!" Ele vai matar todos eles na porrada.
Aoi: EHH?! o.o Temos que fazer alguma coisa!!
Dia: Pirralha, vai lá ajeitar isso.- empurrando a garota.
Sayaka: E-eu? Por quê?
Dia: Vocc conhece ele melhor do que a gente.
Aoi: Verdade. Faz alguma coisa, Sayaka!
Sayaka: Ai, tah bom...- coçando a cabeça, se aproxima devagar.

Hitomi desviava dos socos e chutes dos garotos enquanto batia em alguns. Estava nervoso, muito nervoso. Foi provocado pelo garoto que tentou agredir Sayaka e isso o fez ficar muito irritado. Se aproximava do garoto, estava pronto para lhe dar um soco bem no meio do nariz, porém sente uma mão tocar em seu ombro gentilmente e olhos determinados o encararam logo depois:

Sayaka: Vamos embora, Hitomi?- sorri.
Hitomi:- sua ira se vai instantaneamente, seguindo a garota que era seguida pelas outras duas.

Os garotos que apanharam de Hitomi estava caídos, todos machucados e sangrando, enquanto um deles observava aquele grupo se distanciar cada vez mais:

?: "Aquele era o Hitomi. E aquela garota... sinto que jah a vi uma vez."- logo é interrompido de seus pensamentos.
?: Ritsuko, vocc... conhece aquele maldito?
Ritsuko: O que? Conheço, conheço sim.
?: Descubra a fraqueza daquele desgraçado e, em troca...- mostra um bolo de notas de dinheiro.
Ritsuko:- tenta pegar, mas o outro o impede.
?: Depois que conseguir, pode ficar com isso. Mas se falhar, prepare-se para perder todos os membros do seu corpo.- ameaça.
Ritsuko: Ok. "Vou ter que me aproximar daquela garota... quem é ela?"

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Qui Abr 07, 2016 4:32 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 10: Amigo de infância
--------------------------------------------------------------------------------------

Próximos a casa de Aoi, todos decidem parar de caminhar. Sayaka fica de frente para Hitomi, que encarava o chão:

Sayaka: O que aconteceu ali, Hitomi?
Hitomi: Nada de mais...
Sayaka:- olha-o e percebe que naum saberia de nada.- Entendo. Vamos para casa, entom. Vejo vocs amanhã, Dia, Aoi!- acenando, enquanto andava devagar.
Aoi: Ok!
Dia: Até amanhã!

Aoi entrou em casa, Dia continuou o caminho para casa sozinha pois naum queria perturbar a conversa que provavelmente os dois teriam. E foi exatamente isso que aconteceu:

Sayaka: Se tudo isso tem a ver comigo, naum se preocupe.
Hitomi: Como assim?
Sayaka: Naum quero que as pessoas importantes para mim se machuquem por minha causa. Eu posso resolver isso, entom... naum brigue mais, ok?
Hitomi:- olha-a.
Sayaka: Vocc está machucado em algum lugar?- procurando algum ferimento no rosto do garoto.
Hitomi: Naum...- escondendo o rosto.
Sayaka: Ei, olha pra mim!- puxa o rosto dele, ficando frente a frente.

Aquilo fez ambos se encararem por alguns minutos, estavam bem próximos. Sayaka podia sentir as bochechas começarem a corar um pouco, entom largou o rosto do garoto e se virou:

Sayaka: Acho que vocc está bem.- envergonhada.
Hitomi:- surpreso, sorri.

O restante do caminho foi percorrido em silêncio, como sempre. Ambos chegam na casa de Sayaka, onde a mesma jah se preparava para abrir a porta e entrar:

Sayaka: Eu te vejo amanhã.- sorri.
Hitomi: Tah.- acena, logo depois volta a andar.

Sayaka entra e encontra sua tia lendo uma revista:

Sayaka: Ei, o que está lendo, tia?- sentando ao seu lado.
Niko: Ah, é uma revista com brincos e maquiagens. Quer ver?
Sayaka: Ah, naum. Acho que isso naum é mais pra mim...
Niko: Como assim? Vocc é uma menina, é normal usar.
Sayaka: É, mas naum gosto mais. -.-
Niko: Hmm...
Sayaka: Eu vou tomar um banho, quer ajuda para o jantar?
Niko: Ah, naum precisa! Está tudo pronto, só preciso esquentar.
Sayaka: Ok.- sobe as escadas para ir ao quarto.

Ao entrar, acende a luz e abre o guarda-roupa, procurando por algo simples e folgado para usar. Acaba separando uma bermuda preta e uma regata roxa bem folgada. Senta na cama e olha para as roupas, logo vagando por seus pensamentos. Obviamente Hitomi havia arrumado briga por causa dela. Era lógico ele fazer isso, jah que eram amigos. Amigos... será só isso mesmo? Mais uma pergunta que faz a garota se paralisar. Sim, eram só amigos. Apenas isso. Com essa resposta na cabeça, Sayaka se levanta e pega as roupas, preparada para tomar um banho. Ao terminar, desce as escadas e senta no sofá ao lado de Niko, que assistia uma novela:

Sayaka: Essa é boa?
Niko: Como assim? Todas que eu assisto são ótimas!
Sayaka: ¬¬ Sério?
Niko:- lhe bate com uma almofada.- Naum começa, garota!
Sayaka:- ri.- Ok, jah parei.

Alguns minutos em silêncio, Sayaka olhava fixamente para a almofada ao seu lado. Preocupada, Niko resolve perguntar:

Niko: Está tudo bem, Sayaka?
Sayaka: Tia... alguma vez vocc foi protegida por alguém que naum queria?
Niko: Sua mãe vivia fazendo isso comigo, era a irmã superprotetora. Eu naum gostava, queria resolver as coisas por mim mesma.
Sayaka: "Exatamente isso que acontece comigo."
Niko: Mas sabe, as vezes vocc precisa de alguém pra te ajudar. Naum podemos suportar todo o peso do mundo sozinhos.
Sayaka:- reflete, olhando para o chão.
Niko: Bem, vamos comer?

Aquela conversa com sua tia fez a garota olhar para a situação de um outro jeito. Era certo que o garoto queria ajudá-la de certa forma com aquela briga, mas será que ele estava preocupado com ela dessa maneira? Deveria conversar com ele amanhã, estava ficando preocupada também. Naum gostava de preocupar os outros, queria guardar tudo para si. Mas o que Niko havia dito era certo, precisava de pessoas na sua vida. O dia seguinte chega, Sayaka se levanta antes do despertador fazer aquele barulho irritante. Após desligá-lo, desce as escadas com a bolsa na mão:

Sayaka: Bom dia, tia.- sorri.
Niko: Bom dia. Se sente melhor?
Sayaka: Sim, muitas coisas ficaram claras pra mim agora. Obrigada.
Niko: Ora, que isso. Fico feliz em ajudar. Quer bolo de morango com creme?
Sayaka: Sim! *¬*

Terminando de comer, a garota se levanta, pega a bolsa, dá um beijo na bochecha da tia e coloca os sapatos:

Sayaka: Até mais tarde!- sorri.
Niko: Tenha cuidado.
Sayaka: Ok!- abre a porta.

Saindo de casa, encontra o garoto que tirou seu sono a noite inteira. Hitomi estava no mesmo lugar de sempre, com os olhos fechados. Sayaka se aproxima devagar e quando ia tocar em seu rosto, a mão do garoto a impede:

Sayaka: Pensei que estava dormindo.
Hitomi: O que vocc ia fazer?
Sayaka: Te acordar.- sorri.
Hitomi:- começa a andar.
Sayaka:- corre, andando ao seu lado.- Hitomi... vocc está bem?
Hitomi: Sim, por quê?
Sayaka: Estava pensando que vocc podia estar... preocupado comigo.
Hitomi: Como assim?
Sayaka: Sabe, preocupado com os meus problemas... essas coisas.
Hitomi:- para de andar e se vira para olha-la.- E se eu estiver?
Sayaka:- olha-o, séria.- Eu queria que vocc parasse.

Os dois se olham, mas naum demora muito para a garota voltar a falar:

Sayaka: Mas eu sei que isso naum vai acontecer, porque também me preocupo com vocc.
Hitomi:- surpreso.
Sayaka: Entom, só naum se machuque, ok?
Hitomi:- a olha surpreso, mas logo volta a andar.
Sayaka: "Ainda complicado..."- sorri, voltando a andar.

Quando Sayaka corre para alcançar Hitomi, esbarra em um garoto e acaba caindo no chão:

Sayaka: Ai...- mão na cabeça.
Ritsuko: Desculpa, eu te machuquei?- dando-lhe a mão para levantar-lhe.
Sayaka: Ah, estou bem. Obrigada.- pega a mão do garoto, se levantando e ficando frente a frente dele.
Ritsuko: "Esses olhos..." Sayaka?
Sayaka: Ah? Eu te conheço?
Ritsuko: Poder de raios de gelo. '-'
Sayaka: AH! É vocc, o menino que jah tinha esse poder! Eu esqueci o seu nome... '-'
Ritsuko: Ritsuko. Oogami Ritsuko.
Sayaka: Amakawa Sayaka. Entom, vocc está estudando por aki?
Ritsuko: É, numa escola perto da Academia Fukuoka.
Sayaka: Ah, é onde eu estudo. Quer vir com a gente?- sorri.
Ritsuko: Claro, vai ser ótimo! Vou poder te conhecer melhor.
Hitomi:- olha-o com raiva e começa a andar mais rápido.

Chegando na escola, Hitomi jah havia entrado, deixando Ritsuko e Sayaka do lado de fora:

Sayaka: Bem, eu preciso entrar. Foi legal conversar com vocc depois de tanto tempo.
Ritsuko: Ok, posso passar aki para voltarmos juntos?
Sayaka: Sério? Eu iria adorar! Nos vemos mais tarde, entom.- sorri.
Ritsuko: Até mais!- andando.- "Entom, a fraqueza do Hitomi é a Sayaka... vou me aproximar mais dela."

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Seg Abr 11, 2016 6:08 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 11: Mentiras
--------------------------------------------------------------------------------------

Depois de se despedir de Ritsuko, Sayaka entra na sala e senta em seu lugar, olhando para o lado e encontrando Hitomi com uma cara nada amigável. Por que ele estaria assim logo depois de encontrar seu amigo de tantos anos? Alguma coisa havia acontecido entre eles. A sensei de inglês entra na sala e começa sua aula, interrompendo a viagem da garota pelos seus pensamentos. Algumas aulas depois, a educação física finalmente chega. Sayaka torcia para jogarem futebol, estava com saudades disso. No ginásio, que tinha um terreno gigantesco:

Aoi: Vamos jogar alguma coisa?
Sayaka: Claro! Pode ser futebol?
Aoi: Sim!- indo buscar a bola.
Sayaka: Hitomi, vocc quer jogar com a gente?
Hitomi: Naum.- sentando na arquibancada do lado de fora.
Sayaka: Tah bem... Aoi, vamos chamar mais pessoas!

As duas organizam times diferentes e acabam por dominar a quadra inteira, envolvendo toda a sala naquele jogo. Hitomi observava Sayaka jogar e se lembrava da conversa que a mesma teve com Ritsuko, aquilo o deixava com raiva. O jogo terminou com a vitória do time de Sayaka, que saltitava pelo ginásio inteiro:

Aoi:- dá um tapinha no ombro de Sayaka.- Bom jogo.- sorri.
Sayaka: Eu também achei, devemos fazer isso mais vezes.- sorri.

Sayaka olha para a arquibancada procurando por Hitomi. Naum o encontrando, se despede de Aoi e procura pelo garoto dentro do pátio, jah que aquele era o caminho que deveria percorrer para ir em qualquer lugar. Nos bancos do pátio, Sayaka encontra o garoto sentado olhando para o nada. A garota sorri e se senta na sua frente, tirando um fone de ouvido e seu celular, ouvindo música logo depois. Hitomi a olha confuso e logo volta seu olhar para o nada:

Sayaka: Eu naum ouço mas vejo. O que está acontecendo contigo hoje?
Hitomi:- olha-a.- Vocc vai descobrir logo logo.- volta a olhar para o vazio.
Sayaka: Hm...- confusa, volta sua atenção para a música, logo sente um de seus fones ser tirado do ouvido e um ar quente em sua bochecha. Era Hitomi, bem próximo de seu rosto.
Hitomi: Cadê o seu headphone?- sorrindo, com um dos fones no ouvido.
Sayaka: Tenho muito ciúme dos meus fones, só trago os simples pra escola.- encarando o chão.
Hitomi: Hm... naum sabia que gostava desse tipo de música...
Sayaka: Pode devolver meu fone, por favor?- envergonhada, ainda olhando para o chão. Aquela aproximação estava fazendo-a ficar... nervosa.

Quando o garoto ia abrir a boca para pronunciar alguma palavra, Aoi chega:

Aoi: Estava procurando vocs dois. Temos que ir pra sala e arrumar as coisas para o intervalo.
Sayaka: Estou indo!- puxando o fone do ouvido de Hitomi e indo para a sala com a garota.
Hitomi:- sorri, observando-a ir.

Na hora do almoço, todos estavam reunidos no pátio, sentados em bancos próximos as árvores:

Dia: O QUÊ?! Isso é verdade, pirralha?
Sayaka: Ahh... bem, naum muito... é que quando Aoi conta assim, fica diferente...

Aoi tinha acabado de contar para Dia o que tinha encontrado enquanto procurava Sayaka e Hitomi:

Aoi: Desculpe... ^^'
Sayaka: A culpa é do Hitomi também! Por que ele tinha que pegar meu fone?- emburrada.
Hitomi: Só fiquei curioso. u.u
Sayaka: ¬¬
Dia: Naum importa, eu quero saber por que nada aconteceu!

Todos se olhavam, enquanto Dia ficava indignada com a situação:

Sayaka: Dia, o que vocc...
Dia:- interrompe-a.- Ah, naum importa.- emburrada.
Sayaka: "Mas o que é que..."- confusa.

Os dias foram passando, assim como alguns meses também. Agora estava frio, era época de toucas e luvas. Ritsuko e Sayaka haviam ficado mais próximos e consequentemente Hitomi mais nervoso. Odiava aquela relação que havia surgido entre eles, principalmente por saber o que o garoto tinha lhe feito no passado. Em uma manhã calma e fria, comum naquela época, Sayaka sai de casa com uma blusa folgada e grande da cor cinza, enrolada em um cachecol azul claro. Encontrou Hitomi do lado de fora, como de costume. O garoto usava uma jaqueta preta e uma touca da mesma cor:

Sayaka: Bom dia, Hitomi.- sorri.
Hitomi: Bom dia.- andando.
Sayaka:- suspira, sorri e o segue.

Logo encontram Ritsuko no caminho, o que também era de costume jah faz algum tempo. O garoto, que era loiro de olhos levemente verdes, se aproxima e cumprimenta Sayaka:

Ritsuko: Bom dia, Sayaka.
Sayaka: Bom dia, Ritsuko.- sorri.
Ritsuko: Vocc está bonita assim.- sorri.
Sayaka: Que mentira.- ri.- Obrigada. Vamos?

Como também era de costume, Hitomi jah estava lá na frente. Naum gostava de estar próximo de Ritsuko. Mesmo assim, a garota e Ritsuko conversavam normalmente lá atrás:

Ritsuko: Ah, agora que estamos mais próximos, o que houve com o seu cabelo?
Sayaka: Ah, é uma longa história...
Ritsuko: Sou todo ouvidos.- sorri.
Sayaka: Bem, vocc conhece o meu jeito, aquele que nem todos aceitam. Duas meninas da outra escola me bateram e por isso meu cabelo está assim.- mexendo em alguns fios.
Ritsuko: E o Hitomi? Por que ele está aki também?
Sayaka: Porque um menino da sua escola que era conhecido de uma delas tentou me bater e ele me defendeu.
Ritsuko: Puxa, vocc passou por maus bocados na outra escola.
Sayaka: É verdade, mas finalmente encontrei o meu lugar aki.- sorri.

Ao perceber que estava em frente a sua escola, dá um abraço em Ritsuko e entra rapidamente. O garoto sorri, um pouco confuso, mas com o pequeno plano ainda em mente. Na sala, Sayaka encontra Hitomi nervoso mais uma vez. Sorri, se aproximando e lhe depositando um beijo na bochecha:

Sayaka: Devia parar de fazer essas caras, naum combinam com vocc.- sorri.
Hitomi:- surpreso, sorri.
Sayaka:- indo para seu lugar.

No final da aula, o sensei dá um comunicado importante:

Sensei: Eu sei que todos estão eufóricos pra ir embora, mas antes de irem, tenho algo a dizer. Estamos participando de um jogo de queimada com a escola de Fukuoka.

Sayaka fica surpresa, seus olhos se arregalam. A sua antiga escola seria um inimigo num jogo de queimada. Hitomi observava o professor, enquanto pensava no que poderia acontecer. Aoi apenas observava as expressões de Sayaka, rindo algumas vezes:

Sensei: O jogo será daqui a dois meses, então, preparem uma equipe junto com toda a escola e treinem bastante. Estão dispensados.

Sayaka arrumava suas coisas de boca aberta, ainda surpresa com aquela informação que havia recebido. Aoi se aproxima e lhe tira do transe com uma pergunta:

Aoi: Vocc está bem?
Sayaka: Ah? Estou... só naum imaginava que isso aconteceria.
Aoi: Seria legal se vocc liderasse o time!- sorri.
Sayaka: O quê?! Vocc quer que eu jogue? Acho que naum...
Aoi: Ora, vamos. Vocc deve ser tão boa nisso quanto em futebol.
Sayaka: ¬¬ naum.

No pátio, em frente a saída da escola, Sayaka estava acompanhada por Hitomi:

Hitomi: Até amanhã.- andando, mas é impedido por uma mão que segura seu pulso.
Sayaka: Eu naum quero que vocc vá embora assim.- segurando-o.
Hitomi:- surpreso, sorri.- E como eu deveria ir embora?
Sayaka: Como? Bem, é... isso complicou tudo... e agora?- confusa.
Hitomi:- ri, puxando a garota pelo cachecol e lhe dando um abraço.- Será que eu posso ir embora assim?
Sayaka:- envergonhada, sem conseguir dizer uma palavra.
Hitomi: Acho que isso é um sim.- sorrindo, solta o abraço e vai embora.
Sayaka:- olha-o, ainda envergonhada.

De tão surpresa, naum percebe quando Ritsuko para ao seu lado e lhe cutuca:

Ritsuko: Vamos?
Sayaka: Ah, claro!- sorri.

Os dois começam a caminhar e a garota percebe que estava perto da escola de Ritsuko:

Sayaka: O que estamos fazendo aki, Ritsuko? Esqueceu algo?
Ritsuko: Naum, viemos apenas acertar algumas coisas.- se afastando lentamente da garota.

Sayaka, ao ver o modo que o garoto agia, ficou parada e entom sentiu suas mãos serem puxadas para trás, sem poder movê-las. Quando olhou ao redor, encontrou vários garotos ao seu redor, todos da mesma escola que Ritsuko:

Sayaka: Ritsuko...
Ritsuko: Naum me leve a mal, Sayaka. Mas eu preciso de dinheiro no momento. Foi bom te reencontrar mais uma vez, vocc continua linda.- segurando o bolinho de notas de dinheiro.
Sayaka: Entom, era esse o motivo daquela inquietação...- sorri.- Agora eu entendo.
?: Ei, garota. Por que está sorrindo? Naum vê a situação em que se encontra?
Sayaka: Eu sei perfeitamente da minha situação, vocs é que naum sabem das suas.- sorri, logo dando espaço para o seu olhar sombrio se fazer presente.

Sayaka chuta o joelho do garoto que estava lhe segurando, fazendo o mesmo cair de dor. Lhe dá um soco no nariz logo depois, o que o faz desmaiar. A garota olha para os outros garotos com um olhar assassino, o que os espanta. Apenas Ritsuko se encontrava lá, imóvel. Sayaka se aproxima, e quando estava frente a frente, volta a sua expressão normal:

Ritsuko: V-vocc naum tinha me dito que sabia lutar!
Sayaka: Claro que naum, porque vocc poderia usar isso contra mim.- sorri.
Ritsuko: Quer dizer que... jah sabia?
Sayaka: Eu vi pelo seu olhar, ele mudou. É diferente de quando nos conhecemos. Mas eu queria acreditar que estava errada e impus na minha cabeça que vocc era o mesmo de antes. Me desculpe por isso. Simplesmente criei algo na minha mente que naum podia acontecer... eu esperei demais de vocc.- andando.- Aproveite o seu dinheiro.

Ritsuko fica paralisado, enquanto observa Sayaka se distanciar cada vez mais. Na verdade, a inquietação de Hitomi desde o início era por conta de Ritsuko ter roubado um dinheiro seu para entrar em um grupo que desejava. Aquilo acabou com a amizade dos dois e desde entom naum se falaram mais. Porém, Sayaka naum pensava em fazer isso. Quando ele quisesse lhe ver, ela estaria lá. E isso naum demoraria muito para acontecer.

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Sex Abr 22, 2016 3:16 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 12: Passeio
--------------------------------------------------------------------------------------

Sayaka naum demora muito para chegar em casa, abrindo a porta e soltando um longo suspiro. Ao entrar, tira os sapatos e encontra sua tia no sofá:

Niko: Oi, querida. Como foi seu dia hoje?
Sayaka: Cheio.- se jogando no sofá, ao lado de Niko.
Niko: Aconteceu alguma coisa?
Sayaka: Sim, mas jah está tudo bem.- sorri.

Alguns minutos se passam, as duas estavam assistindo a televisão juntas, quando o celular de dentro da bolsa de Sayaka toca:

Sayaka: Quem será?- abrindo a bolsa, pegando o celular.
Niko: Atende.- olhando-a.

Sayaka atende o celular e se surpreende ao ouvir a voz conhecida:

Sayaka: Hitomi?
Niko:- sorri.
Sayaka: O que aconteceu? Está tudo bem?- preocupada.- O que? Amanhã? Naum, estou sem nada pra fazer.
Niko:- apenas olhando-a com um sorriso, estava gostando do rumo que a conversa estava tomando.
Sayaka: Sair amanhã? Tah, pode ser. As 8:00 da manhã? Ok, te vejo amanhã. Boa noite.- sorri, desligando o telefone e recebendo o olhar da tia.- Tia...
Niko: Quer dizer que vocc vai sair com Hitomi amanhã?- sorrindo.
Sayaka: Vou, e naum tem nada de mais nisso. u.u
Niko: Certo...- voltando o olhar para a televisão, ainda mantendo o sorriso.

Sayaka olha para a tia e dá um sorriso, logo depois pegando sua bolsa e subindo as escadas para o quarto. Ao entrar, acende a luz e coloca a bolsa no chão. Abre o guarda-roupa e separa uma bermuda verde e uma camisa preta. Toma um banho rápido e, ao sair, abre novamente o móvel para procurar uma roupa para o dia seguinte:

Sayaka: "O que eu faço? Fui eu quem o chamou para sair e quando o dia finalmente chega, naum sei o que vestir..."- preocupada, vasculhando todas as suas peças.- "Ah, acho que achei!"- pega algumas peças e as junta, para observar melhor.- Sim, são essas mesmo!- sorri.

Logo, escuta Niko chamando-a lá embaixo para jantar. A garota logo deixa as peças separadas em um canto do guarda-roupa e desce as escadas para ajudar a arrumar a mesa:

Niko: O que estava fazendo lá em cima?
Sayaka: Separando algumas roupas.
Niko:- sorri.
Sayaka: Tia... ¬¬
Niko: Certo, certo. Vamos comer.

Depois de comerem, decidiram arrumar a casa para dormirem. Ambas estavam cansadas e Sayaka precisava descansar para o dia seguinte, naum sabia o que a esperava naquele fim de semana. O dia seguinte amanhece deixando o quarto de Sayaka com alguns rastros do sol, um deles acertando o rosto da garota, fazendo-a abrir os olhos lentamente. Ao acordar, se levanta e olha pela janela, que revelava uma linda paisagem. Parecia que o dia seria bom, esse pensamento fez Sayaka sorrir. Decide abrir o guarda-roupa e pegar as peças que havia separado no dia anterior, caminhando com elas no braço até o banheiro, com um sorriso no rosto. Ao terminar de se vestir, olha no espelho e se surpreende. Naum se arrumava daquele jeito fazia anos, por conta da morte de seus pais. Estava usando uma blusa de manga comprida social azul, que tinha botões pretos e uma saia preta de cintura alta que chegava um palmo antes do joelho. Eram roupas simples, mas a deixavam mais... feminina. Com esse pensamento, a garota cora instantaneamente. Era a frase que o garoto mais usava com ela. Balança a cabeça, como para afastar os pensamentos, coloca seus sapatos sociais pretos que jah naum usava há muito tempo e desce as escadas. Encontra Niko preparando o café e vai até ela sorrateiramente, lhe cutucando nas costas:

Sayaka: O que acha? Ainda combina comigo?
Niko:- surpresa.- Vocc continua linda, depois de todos esses anos...
Sayaka: Que bom, tia. Fico feliz em ouvir isso.- sorri.
Niko: Venha, fiz algumas coisas bem leves para vocc poder comer bastante no seu encontro.
Sayaka:- cora.- Naum é um encontro!
Niko:- sorri.- Certo, certo.

Depois de comer, Sayaka senta no sofá, tomando um pouco de chá gelado:

Niko: Ele virá até aki?
Sayaka: Sim, naum deve demorar.- assistindo a televisão, quando é surpreendida pela campainha.- Viu? Deve ser ele.- se levanta, abrindo a porta.- Bom dia, Hitomi.- sorri.

Hitomi estava estático enquanto olhava para Sayaka, aquilo estava fazendo a garota se sentir desconfortável. Logo, a mesma quebra aquele silêncio perturbador:

Sayaka: Está tudo bem, Hitomi?
Hitomi: Sim. Vamos?
Sayaka: Claro. Até mais tarde, tia.- acenando, fechando a porta.
Niko: Ok, aproveite o encontro.- sorri.

Hitomi vestia uma calça jeans preta, uma camisa vermelha e um tênis vermelho com preto com tons escuros. Conforme eles caminhavam lado a lado, o garoto olhava mais para Sayaka:

Hitomi: Nunca a vi com essas roupas antes, vocc está bonita.

Aquela frase deixou a garota envergonhada e mais nervosa, virando o rosto para o outro lado:

Sayaka: Obrigada...- tropeçando, quase caindo.
Hitomi: Vocc está bem?
Sayaka: É que faz tempo que naum uso essas peças, muito tempo mesmo. ^^'
Hitomi:- olha-a.- Vocc desaprendeu a andar com esses sapatos. '-'
Sayaka: Exatamente.
Hitomi: Entom, por que está usando?- curioso.
Sayaka: Porque vocc sempre diz que eu naum sou nada feminina. E...- virando o rosto para o outro lado.- ...eu queria parecer um pouco mais enquanto a gente está assim.
Hitomi:- surpreso, suspira e sorri.- Eu naum ligo pra forma como vocc se veste, Sayaka. Eu gosto de vocc, naum do que veste.
Sayaka:- cora, ainda com o rosto virado.- Peraí, o que?- confusa, o encara.
Hitomi: Nada, vamos logo.- andando.
Sayaka:- sorri, seguindo-o.

Os dois vão até uma lojinha com alguns brinquedos e, ao entrarem lá, Sayaka se apaixona por um bichinho de pelúcia dentro da máquina. Pega sua carteira e vê as moedas, pega uma e coloca dentro da máquina:

Sayaka: Ok, vocc é meu!- determinada.

Algumas moedas e muitos minutos são gastos no brinquedo, até que a garota fica sem moedas:

Sayaka: Ah, droga...
Hitomi: Me dá licença.- colocando a moeda na máquina.- É aquele ali, naum é?- apontando.
Sayaka: Sim...
Hitomi: Certo, vou pegá-lo pra vocc.

Depois de poucos minutos, Hitomi consegue pegar a pelúcia para Sayaka. Era um coelho azul:

Hitomi: Toma.- entregando.
Sayaka: Muito obrigada!- sorrindo, agarrada a pelúcia.

Hitomi olhava para Sayaka, que abraçava forte o coelho. Logo, a garota olha para ele e ficam assim durante alguns minutos. De repente, o garoto começa a andar e Sayaka o segue animada. Agora se dirigiam para uma lanchonete, lá se sentaram numa mesinha que ficava no canto. Sayaka naum largava a pelúcia em nenhum momento:

Hitomi: Vocc gosta de umas coisas estranhas.- olhando para a janela.
Sayaka:- ri.- Acho que sim...

Logo, o pedido deles chega. Um lanche básico e um suco de frutas para acompanhar. Depois de alguns minutos, ambos bebiam apenas o suco e conversavam:

Sayaka: Que bom que vocc pôde sair comigo, Hitomi! Fico feliz que conseguimos fazer isso.
Hitomi:- tomando o suco.
Sayaka: Vocc está gostando?
Hitomi: Sim.- responde, enquanto bebia o suco.
Sayaka: Hm... acho que me preocupei a toa.- olhando para a janela.
Hitomi:- olha-a.
Sayaka: Naum queria que se sentisse entediado durante o passeio por minha causa. Mas eu pensei errado, neh?- sorrindo, voltando o olhar para ele. Percebendo que o mesmo jah a olhava, corou levemente.

Ambos mantiveram o olhar um no outro por alguns minutos, até Sayaka desviar o olhar para os pés:

Sayaka: "O que está acontecendo comigo hoje? Tive uma súbita vontade de mudar e... agora... naum consigo encará-lo..."
Hitomi: Sayaka...
Sayaka: Vamos embora?- interrompe-o, ainda olhando para os pés.
Hitomi: Certo.

Depois de pagarem a comida, ambos caminham em silêncio para a casa de Sayaka. Ao chegarem lá, Hitomi a deixa na porta:

Hitomi: Até segunda.- andando.
Sayaka: Hitomi.- chama-o, fazendo-o parar.- Obrigada por hoje, eu me diverti muito.- olhando para os pés.
Hitomi:- sorri.- Sim, eu também.
Sayaka:- olha-o, sorrindo.
Hitomi: Nos vemos na segunda.- andando.
Sayaka: Sim!- acena, entrando em casa logo depois.

Ao abrir a porta e tirar os sapatos, encontra Niko sorrindo para ela:

Sayaka: Tia...
Niko: Como foi o encontro?
Sayaka: Naum foi um encontro. E foi ótimo.- segurando a pelúcia num abraço.
Niko: Hm, ganhou uma pelúcia. Foi só isso ou teve algo mais?- sorri.
Sayaka: Tia!
Niko: Brincadeira, brincadeira...- ri.

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Seg Abr 25, 2016 4:59 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 13: Dia chuvoso
--------------------------------------------------------------------------------------

A segunda-feira amanheceu sem cor nem vida, um dia chuvoso e frio aguardava Sayaka, que dormia com vários cobertores. De repente, seu despertador tocou avisando que eram 7:00 horas da manhã. A garota levanta sem animação, sabia o que a esperava e ainda havia mais um motivo para o seu desânimo. Se dirige para o banheiro com o uniforme nos braços, saindo depois de alguns minutos. Desce as escadas e encontra Niko, que cozinhava algumas coisas bem simples apenas para tirar a fome, pois esta também sabia o que este dia significava:

Sayaka: Bom dia, tia.- diz, sentando em uma cadeira e apoiando o rosto nas duas mãos.
Niko: Bom dia, querida.- colocando algumas torradas no prato da garota junto com um copo de leite.- Vocc tem certeza de que vai ficar bem hoje?
Sayaka: Sim, eu vou ficar.- forçando um sorriso.
Niko: Hm...- preocupada.

Logo depois de comer, Sayaka se levanta da cadeira, pega sua bolsa e coloca seus sapatos, se preparando para abrir a porta:

Sayaka: Eu volto logo.
Niko: Cuide-se.
Sayaka:- forçando um sorriso, saindo logo depois.

Ao colocar os pés para fora, a garota encontra Hitomi encostado em um poste, segurando um guarda-chuva. Apesar de parecer algo simples, Sayaka ficou olhando para o garoto de forma curiosa, o que afastou seus pensamentos tristes por um tempo. Vendo a feição no rosto da garota, Hitomi decide perguntar:

Hitomi: Algo errado?
Sayaka: Naum, naum é nada.- força um sorriso, caminhando na frente.
Hitomi: Vocc está sem guarda-chuva? Venha aki, pode pegar um resfriado.
Sayaka: Obrigada, mas eu preciso dessa chuva.- olha para o céu, logo olhando para Hitomi.- Eu preciso...

Hitomi percebeu que Sayaka naum estava bem, mas precisava daquele momento sozinha. Decidiu entom deixá-la vagar em seus pensamentos. No caminho, Dia acaba se encontrando com eles:

Dia: Bom dia! Como foi o fim de semana, pirralha? Fiquei sabendo que vocc saiu com o Hitomi...- sorrindo.
Sayaka:- olhando para o chão, com os olhos vazios.
Dia: Sayaka...?- surpresa.

Hitomi apenas fez um sinal para Dia deixá-la em paz, que obedeceu sem pensar duas vezes. O caminho para a escola, que geralmente é rápido, pareceu demorar anos, sendo trilhado em silêncio. Ao chegarem, Dia olhou para Sayaka antes de entrar na sala. Hitomi e a garota continuam o caminho pelas escadas, encontrando Aoi no corredor:

Aoi: Sayaka, o que houve? Vocc está toda ensopada...- pegando-a pela mão e levando-a para a sala.- Venha, eu tenho uma toalhinha pra te secar.

Sayaka apenas se deixa guiar e Hitomi observa as duas de longe, caminhando só depois de perdê-las de vista. A aula naum demora muito para começar e agora nenhum aluno prestava atenção, uns por conversarem, outros por se baterem e outros ainda porque estavam concentrados em um pensamento. O intervalo parece uma eternidade para chegar e quando chega, Sayaka é a primeira a sair. Aoi queria segui-la mas Hitomi a impede:

Hitomi: Deixe eu falar com ela primeiro.- saindo da sala.
Aoi: "Sayaka..."- preocupada.

Hitomi naum precisava seguir a garota, pois sabia exatamente para onde ela iria. Naquele momento, queria ficar isolada e só havia um lugar perfeito para aquilo. Sayaka olhava para a chuva que caía enquanto se protegia embaixo de uma árvore bem grande, quando de repente Hitomi aparece diante dela, todo ensopado:

Sayaka: O que está fazendo?- surpresa.
Hitomi: Eu que pergunto isso pra vocc.- se aproximando, sentando ao seu lado.
Sayaka: O que quer dizer?
Hitomi: Vocc sempre quis amigas e agora que tem naum conta pra elas o que está acontecendo.
Sayaka:- surpresa, abaixa a cabeça.- Eu naum quero...
Hitomi:- interrompe-a.- Preocupá-las? Pois é exatamente isso que está fazendo.
Sayaka:- começa a chorar.- Eu tento esquecer mas naum consigo. Penso que conforme os anos se passem terei mais força para seguir em frente, mas...- desaba em choro, encostando o rosto nas pernas.
Hitomi:- abraça-a.- Tem certeza que é pra mim que deveria estar contando isso?
Sayaka: Vocc tem que ser o primeiro a saber porque... é especial.- diz, enquanto está com o rosto escondido.
Hitomi:- surpreso, decide ouvi-la.- Ok, me conte tudo.
Sayaka:- levantando o rosto, enxugando as lágrimas.- Quando meus pais fizeram aquela viagem a trabalho, eles estavam fazendo aniversário. Sim, eles nasceram no mesmo dia.- força um sorriso.- Naum chegariam em casa no dia certo, mas íamos fazer uma festa quando estivessem em casa. Porém, esse dia nunca chegou.- dando uma pausa, continuando depois.- Conforme os anos passavam, eu e minha tia acendíamos duas velas para dá-los força onde quer que estivessem. Na verdade, elas naum eram apenas para eles mas para nós duas também. Mas eu acho que isso naum funciona porque a cada ano que passa sinto que as minhas forças...- começa a chorar novamente.- ...as minhas forças se vão!- escondendo o rosto novamente.

Hitomi olha-a preocupada, enquanto abraçava a garota. Alguns minutos se passaram assim quando de repente Sayaka levantou o rosto e enxugou suas lágrimas:

Sayaka: Eu estou preocupando todo mundo, naum posso continuar desse jeito.- determinada, se levanta e anda até a chuva.- Sinto que ela naum é minha agora.- sorri.- Eu vou até elas, Hitomi.
Hitomi:- faz um gesto com a cabeça, incentivando-a a ir.

A garota vai atrás de Dia e Aoi, que estavam no refeitório conversando. Hitomi havia permanecido embaixo da árvore, ainda observando a chuva. Ao encontrar as duas garotas em uma mesa, Sayaka corre até elas e se senta:

Dia: Sayaka, está tudo bem?
Aoi: Algo grave aconteceu?
Sayaka: Eu quero contar algo para vocs duas.- séria.

Depois de ouvirem a história de Sayaka, as duas garotas se surpreendem:

Dia: Naum imaginava que tudo isso havia acontecido...
Aoi: Sentimos muito, Sayaka...
Sayaka: Naum, eu que sinto. Sempre acho que sou a única que tem problemas e me isolo, isso naum está certo. Por falar nisso, como é a família de vocs duas?

Ambas olham surpresas para Sayaka:

Sayaka: Eu nunca perguntei isso pra vocs, entom...
Aoi: Meus pais se separaram quando eu tinha uns 12 anos, desde entom tenho vivido com minha mãe. Eles brigavam muito e eu sempre presenciei isso, mas naum me afetou muito. Apesar de gostar mais do meu pai, tinha que viver com a minha mãe porque ele sempre estava ocupado com o trabalho. E, como dizer? Minha mãe e eu naum nos entendemos, por isso passo a maior parte do tempo na casa da minha avó.
Sayaka: Aoi...- surpresa.
Aoi: E-ei, está tudo bem! Naum é nada grave...

Agora o olhar das duas garotas se focava em Dia, que olhou para elas confusa:

Dia: O que? O que foi?
Aoi: E vocc, Dia?
Sayaka: Como é a sua família?
Dia: Se estão esperando algo triste e dramático como a história de vocs, ficarão decepcionadas. -.-
Aoi: Conta.
Dia:- suspira.- Eu naum conheci minha mãe, ela morreu quando eu nasci. Meu pai diz ter sido um parto arriscado e foi um milagre eu ter nascido. Basicamente, naum tem nenhum problema. Tenho uma ligação muito forte com o meu pai, mas o problema sou eu. Queria ter conhecido a minha mãe...- olhando para o teto do refeitório.
Sayaka: Entom, todas temos algum problema... eu me sinto bem melhor.- sorri.
Dia: AH?
Aoi: Como assim?
Sayaka: Agora nós compartilhamos nossas dores.

De repente, começa um tumulto no refeitório com muitos alunos gritando coisas como "Naum vamos participar!" ou "Queremos ver sangue e dentes voando!":

Sayaka: O que está acontecendo?
Dia: Ah, é a manifestação dos alunos que naum querem jogar queimada, ou seja, todos os alunos.
Sayaka: Eles naum querem jogar?
Aoi: Naum, porque somos conhecidos como delinquentes. Eles naum querem manchar o título e fazer tudo certinho.
Sayaka: Hm...- subindo na mesa e dando um grito fino e agudo que silenciou e ensurdeceu qualquer ser vivo ali presente.- Escutem o que tenho a dizer.
?: Ei, naum é aquela garota que venceu a Guerra de Comida?
?: Ela é forte...
Sayaka: Sei que todos tem uma imagem a zelar, um orgulho e determinação. A maioria de vocs gosta de ser chamado de delinquente e de causar problemas para esquecer os seus próprios. Gostariam que as pessoas conhecessem as suas dores e sentissem o mesmo que sentem para ver como agiriam em seus lugares. Somos chamados de jovens problemáticos mas ninguém sabe pelo que passamos. Podemos mostrar pra eles, pra todos, quem realmente somos e do que somos feitos. Mostrar que somos fortes e que somos capazes de suportar tudo. Mas só poderemos fazer isso se jogarmos aquele jogo e vencermos.- determinada, dá uma pausa e percebe que todos a olhavam com admiração.- Entom, quem vai jogar comigo?

Todos os estudantes se manifestaram com gritos motivados, o que fez Sayaka sorrir. Hitomi entra logo depois no refeitório, dando um leve sorriso ao encontrar aquela cena. As duas garotas se olham e também sorriem. O restante das aulas passou rápido, jah que a preocupação de Sayaka havia ido embora. Na hora da saída, todos saem juntos da escola e caminham conversando alegremente apesar da chuva naum ter cessado por um minuto se quer. O grupo vai se separando pouco a pouco até restar apenas Sayaka e Hitomi, que estavam parados diante da casa da garota:

Sayaka: Obrigada por tudo que fez por mim hoje, Hitomi.- sorri.
Hitomi: Naum precisa agradecer, faria de qualquer jeito. Que bom que está melhor.
Sayaka: Bem, te vejo amanhã.- acenando, abrindo a porta.
Hitomi:- acena e continua a caminhar.

Ao entrar em casa, Sayaka naum tem tempo de pensar no que fazer. Simplesmente joga a bolsa no chão e corre até sua tia, que estava desacordada no chão:

Sayaka: Tia, acorde! O que houve? Tia!!- segurando-a.

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Ter Abr 26, 2016 3:31 pm

Continuando~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: ??
Episódio 14: Mudança
--------------------------------------------------------------------------------------

Sayaka aguardava sentada em um sofá, esperando por notícias de sua tia que estava em uma sala do hospital. Olhava para o corredor vazio, encarando de vez em quando aquela porta que ficava entre ela e Niko. Naum queria e naum podia perder mais ninguém. Logo é afastada de seus pensamentos por ouvir vários passos naquele corredor:

Aoi: Sayaka!- abraçando-a.
Dia: O que aconteceu?- sentando ao seu lado.
Hitomi:- olha-a preocupado.

Eram seus amigos, estavam ali por receberem uma mensagem da garota. Sayaka naum conseguia responder, encarava o chão com aqueles olhos vazios e levemente marejados. A ideia de perder mais alguém havia invadido sua mente e se fixado ali. Logo a porta da sala se abre, saindo uma enfermeira. A garota levanta o olhar para a mulher que estava parada diante dela:

?: Vocc é sobrinha dela, certo?
Sayaka: Sou...
?: Ela está bem, mas algo fez o seu coração parar por um momento. Por isso, ela precisará dormir aqui esta noite para descansar. Recomendo que faça o mesmo.
Sayaka: Naum posso...- encarando o chão mais uma vez.- E se ela também...
Hitomi: Ela naum vai.- interrompendo-a.

Sayaka naum se dá ao trabalho de olhar para o garoto, ainda encarava o chão. As duas garotas que estavam ao seu lado se olham, como se tivessem acabado de ter uma ideia:

Aoi: Sayaka, vamos dormir com vocc hoje.
Dia: Vai poder se distrair um pouco. Vamos entom?
Aoi: Temos escola amanhã.

Cada uma segura um braço e guia Sayaka para fora do hospital. Hitomi as observa ir e logo depois dirige seu olhar para a enfermeira:

Hitomi: Naum aconteceu nada de grave com ela?
?: Naum, ela ficará bem. Só precisa passar a noite aqui para receber alguns cuidados e amanhã poderá voltar para casa.
Hitomi: Entendo, obrigado.- saindo do hospital.

Naum demora muito para as três chegarem na casa de Sayaka:

Aoi: Vocc jah comeu alguma coisa, Sayaka?
Sayaka: Estou sem fome...
Dia: Entom, que tal assistirmos televisão juntas?
Sayaka: Eu vou para o meu quarto...- subindo as escadas.

As duas olham preocupadas para a garota que andava pelas escadas, ela parecia tão... sem vida. Decidiram entom achar algum lugar para dormir e assim passar a noite. Sayaka estava deitada na cama, observando o teto do cômodo. Naum conseguia dormir, naum conseguia pensar, naum conseguia fazer nada. A noite foi longa para a garota, que apenas se levantou as 7:00 horas da manhã, sem precisar de despertador. Seus olhos estavam com marcas de cansaço pois naum havia dormido nenhum minuto se quer. Desceu as escadas encontrando Aoi cozinhando. Aquilo lhe lembrou Niko:

Sayaka: Tia...- sussurra baixo o suficiente para apenas ela ouvir.
Aoi: Ah, bom dia! Se sente melhor, Sayaka?- sorrindo.
Sayaka: Um pouco...- sentando na cadeira.
Aoi: "Ela naum dormiu..."- preocupada.- Preparei algo bem gostoso pra vocc comer!
Dia: Ei, e eu?- sentando na cadeira ao lado de Sayaka.- Bom dia, Sayaka.- sorri.
Sayaka:- tenta sorrir, mas acaba apenas encarando o chão.

As duas olham preocupadas para a garota, logo Aoi quebra o silêncio:

Aoi: Bem, tenho que sair para buscar nossos uniformes. Me dá a chave da sua casa, Dia?
Dia: Aqui.- entregando.- Está em cima da minha cama.
Aoi: Certo, volto logo.- sai correndo.

Dia observava Sayaka, que ainda encarava o chão com seus olhos vazios. Aquilo estava deixando a garota nervosa, mas naum podia fazer nada. Porém, havia alguém que podia. Depois de se arrumarem, saem da casa de Sayaka e encontram a pessoa que poderia mudar aquela situação:

Dia: Hitomi!
Hitomi: Vocs demoraram.
Aoi: Desculpe, tive que buscar os uniformes meu e da Dia.
Sayaka:- olhando para um ponto qualquer.
Hitomi:- olha-a, começando a andar logo depois.- Vamos.
Dia: Ei, espera!- correndo.
Aoi:- seguindo-os.
Sayaka:- andando mais atrás.

Mais uma vez, o caminho que parecia ser curto se tornou longo e silencioso. Quando finalmente chegaram, Dia foi preocupada para sua sala. Os três subiram as escadas e seguiram para sua sala. Sayaka se sentou e afundou a cabeça em seus braços que estavam apoiados na carteira. O sensei naum demorou muito para chegar, iniciando sua aula rapidamente. Dessa vez, apenas os três naum prestavam atenção, pois vagavam em seus pensamentos. Sim, os alunos haviam mudado. Depois daquele discurso, todos respeitavam Sayaka e a queriam como líder do time. Porém, naquele estado, seria difícil a garota liderar alguma coisa. O intervalo chegou, sendo novamente a primeira a sair da sala. E como da última vez, Hitomi foi atrás dela. Era o único que sabia lidar com ela naquele estado, sabia os lugares em que ficava e as palavras que deveria usar. E lá estava Sayaka mais uma vez, sentada embaixo daquela grande árvore que ficava no canto daquele enorme pátio. Dessa vez naum estava chovendo:

Hitomi:- sentando ao lado da garota, dando um longo suspiro.
Sayaka:- abraçando as pernas.- Eu quero vê-la.
Hitomi:- olha-a.
Sayaka: Eu quero saber se ela está bem.- dizia sem desviar o olhar do céu.
Hitomi: Ela está.- olhando para o céu também.
Sayaka: Naum tem como eu saber se naum estou com ela.
Hitomi: Tem sim. Vocc pode naum ver, mas pode sentir.
Sayaka:- surpresa, finalmente olha-o.
Hitomi: Sua tia é forte, Sayaka. Assim como vocc. Pare de subestimá-la.
Sayaka:- afunda o rosto nas pernas, enquanto as abraçava.- É que eu naum quero perdê-la, naum quero perder ninguém.
Hitomi: Quem disse que vocc vai perder alguém?- olhando-a.
Sayaka:- olha-o com os olhos marejados, finalmente libertando as lágrimas que queriam tanto sair.

Hitomi abraça Sayaka, que chorava e chorava e chorava. A ideia de perder um ente querido fazia seu coração se apertar, seu pulmão ficar sem ar e seus olhos... seus olhos ficarem pesados. Cada vez mais seus olhos se fechavam, cessando o choro. Havia dormido ali, nos braços de Hitomi. O garoto observava Sayaka, que finalmente dormia tranquilamente. Colocou a cabeça da garota no colo e acariciou os fios negros do cabelo dela, dormindo alguns minutos depois, encostado na árvore. Agora os dois dormiam ali, tranquilos. Algum tempo depois, Sayaka abre os olhos lentamente e encontra o rosto tranquilo de Hitomi. Ela o observava atentamente, percebendo coisas que naum havia percebido antes. O rosto dele era... bonito. Sayaka corou levemente e levantou, ainda o encarando. Ainda sentada embaixo da árvore, aproximava seus dedos do rosto do garoto, que começa a abrir os olhos de repente, afastando a mão da garota instantaneamente:

Hitomi: Vocc acordou. Se sente melhor?
Sayaka: Sim...- encarando o chão, ainda sem graça.
Hitomi:- confuso.

Aoi e Dia aparecem logo depois, se sentando ali também:

Aoi: Aqui, Sayaka. Comprei pra vocc.- entregando um suco de caixinha.
Sayaka: Obrigada, Aoi.- sorri, bebendo o suco.
Dia: Está melhor?
Sayaka: Sim.- olhando para o chão.- Eu vou ver a minha tia assim que sair da escola, querem vir comigo?
Aoi: Claro!
Dia:- faz um joia com a mão.
Hitomi:- faz um gesto positivo com a cabeça.
Sayaka: Que bom, naum queria ir sozinha.- sorri.

O intervalo acaba, ambos vão para suas salas. A aula passa rápido, jah que todos estavam concentrados agora. O sensei ali presente estava surpreso com o comportamento das salas, dando alguns sorrisos de vez em quando. Na hora da saída, Sayaka arrumava sua bolsa enquanto era chamada por vários alunos ali da sala:

?: Sayaka como líder do time!
?: É vitória na certa!
Sayaka: L-líder?!
Aoi: Naum sabia? A escola inteira quer que vocc treine o time, lidere-o e jogue. Naum é demais?- sorri.
Sayaka: Exatamente, é demais pra mim.- fechando a bolsa e sentando na mesa.
Aoi: Vocc naum vai aceitar?- fazendo carinha de por favorzinho.
Sayaka: Eu posso até jogar, mas ser líder e treinar o time é demais! Nem sei como vou me treinar!
Hitomi: Naum é tão difícil assim, é quase a mesma coisa que fiz com vocc.- sentando na mesa ao lado da de Sayaka.
Sayaka:- vira o rosto.- Vocs jah terminaram de guardar as coisas? Tenho que ver a minha tia.
Aoi: Certo, vamos.

Todos vão para fora da sala e encontram Dia encostada na parede lá em baixo:

Dia: Demoraram!- andando ao lado deles.
Sayaka: Desculpa, estávamos discutindo algumas coisas.
Dia: Sobre o jogo de queimada?
Sayaka: Vocc sabe?- surpresa.
Dia: A escola toda sabe! Entom, vocc vai aceitar?
Sayaka: Naum!
Dia: Por quê?
Sayaka: Porque eu naum quero. u.u
Dia: Aff. ¬¬

Saindo da escola, ambos vão conversando e dando risadas. Aquilo estava os deixando menos preocupados, pois agora Sayaka estava melhor e mais animada. Ao chegarem no hospital, vão para a recepção:

?: Ela está podendo receber visitas, jah está acordada. Enfermeira, leve eles até lá, por favor.
?: Claro. Sigam-me, é por aqui.- andando, levando-os até a porta.

Ao ficarem frente a frente na porta, Sayaka observa por um tempo até abri-la e entrar. Lá, encontra sua tia comendo e assistindo televisão:

Niko: Ah, vocc chegou! Pegue um pouco pra comer, pegue!- sorrindo.
Sayaka: Acho que me preocupei a toa... ¬¬
Niko: Fico feliz que todos vocs tenham vindo, mas podem me deixar conversar com ela um pouquinho?
Aoi: Claro, voltamos depois.
Niko: Obrigada.

Os três saem da sala, deixando apenas Niko e Sayaka lá dentro:

Sayaka: O que foi, tia? Ainda está mal?- preocupada.
Niko: Naum, eu estou bem. Quem está muito doente é a sua avó.
Sayaka: O que? O que ela tem?
Niko: Ontem eu recebi uma ligação de uma das parentes dela dizendo que estava muito fraca e doente, por isso eu passei mal. Querem ajuda para cuidar dela.
Sayaka: Mas a vovó está na Itália...
Niko: Isso mesmo, Sayaka. Nós vamos nos mudar temporariamente.
Sayaka:- surpresa.- Para a Itália...
Niko:- olha-a.
Sayaka: Por quanto tempo?
Niko: Eu naum sei, até ela se recuperar. Vocc será transferida de escola temporariamente, jah pude falar com o seu diretor aqui com o telefone do hospital.
Sayaka: Quando vamos?
Niko: Hoje. Vou sair daqui agora e vamos arrumar as malas.- se levantando.
Sayaka:- paralisada.
Niko: Fale para os seus amigos, eu vou arrumar as minhas coisas enquanto isso.- saindo da sala.

Os amigos de Sayaka entram na sala, preocupados:

Aoi: Ela está bem?
Dia: O que aconteceu?
Sayaka: Gente... eu vou... me mudar.
Aoi: O que?
Dia: Pra onde?
Sayaka: Eu vou pra Itália, tenho que cuidar da minha avó.
Dia: Mas assim? Agora? Tão de repente?
Sayaka: Me desculpem...- sussurra, olhando para o chão.
Hitomi: Vocc vai voltar?
Sayaka:- olha-o, surpresa com a pergunta.- Vou, eu vou voltar.
Hitomi:- sorri.

As duas garotas cercam Sayaka, que naum percebe quando Hitomi sai da sala e vai embora:

Aoi: Vocc tem que voltar antes do jogo!
Dia: Isso mesmo, porque quando voltar e ganhar, vocc vai fazer assim na cara daquelas duas garotas!- jogando o cabelo para o lado.
Sayaka: Como? Assim?- imitando Dia.
Dia: '-' Vai praticando até chegar na Itália.
Aoi: Boa sorte lá, mande mensagens sempre que puder e iremos responder!
Sayaka: Sim!- sorri.

Niko e Sayaka saem do hospital junto com as garotas, que logo vão por caminhos diferentes. Ao chegarem em casa, Niko e Sayaka arrumam tudo para irem viajar. Ao terminarem, a garota dá uma última olhada na casa:

Sayaka: "Até logo."- abrindo a porta.

Ao sair, encontra Hitomi no mesmo lugar de sempre e se surpreende:

Niko: Se despeça dele, Sayaka. Eu vou esperar ali, mas naum demore muito.
Sayaka: Ok.
Niko:- andando.
Hitomi:- se aproxima, dando-lhe um abraço.- Cuide-se e volte logo.
Sayaka:- cora.
Hitomi:- desfaz o abraço e vai embora.
Sayaka:- paralisada, observando-o ir.
Niko: Sayaka, vamos logo!- chamando-a.
Sayaka: Ah, certo!- corre.

--------------------------------------------------------------------------------------[continua]

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Yuri~
Admin Yuri
Admin Yuri
avatar

Feminino Mensagens : 2479
Pontos : 3413
Reputação : 71
Data de inscrição : 25/06/2012
Idade : 18
Localização : Heart Land
Emprego/lazer : Estudante/escrever livros

MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   Qua Maio 04, 2016 5:06 pm

Terminando mais uma fic. ^^ Espero que tenham gostado. Talvez eu fique um tempinho sem postar agora porque estou muito ocupada, mas volto quando puder. ^.~
--------------------------------------------------------------------------------------
Título: Como ser uma delinquente
Escritora: Tsukikage Yuri
Capítulos: 15
Episódio 15: Retorno [FINAL]
--------------------------------------------------------------------------------------

Depois de muitas horas de viagem, finalmente as duas chegam a Itália. Levam algumas horas até chegar a casa onde a avó de Sayaka estava sendo tratada:

Sayaka: É aqui?- surpresa, olhando para a enorme casa.
Niko: Provavelmente. Vamos.- andando.
Sayaka:- seguindo-a.

Ao baterem na porta, são recebidas por uma senhora:

Sayaka: Vovó?! O que está fazendo de pé?- surpresa.
Niko: Naum, ela é minha tia. ^^'
Sayaka: Ah, desculpe.- sem graça.
?: Tudo bem, a última vez que vocc a viu foi a muito tempo atrás. Entrem.

As duas entram e são guiadas para os seus quartos. Lá, organizam suas coisas e logo vão ao quarto onde está a mãe de Niko:

Niko: Como ela está, tia?
?: Bem, a saúde dela está frágil. Mas naum é nada muito sério. Mesmo assim, é ótimo que estejam aqui para ajudar.- sorri.
Niko: Que bom.- aliviada.

Sayaka apenas olhava para a senhora na cama, naum lembrava muito do rosto dela. Provavelmente era muito nova mesmo, mas isso a incomodava. Percebendo que naum se lembraria, decidiu sair do quarto e sair um pouco. Ao abrir a porta, encontra uma pessoa jah conhecida:

Sayaka: Ritsuko?- surpresa.
Ritsuko: Yo.- acena.

Na Academia Fukuoka, todos estavam preparados para começar o treinamento:

?: Onde está a Sayaka?
?: Naum é ela quem vai nos treinar?
Aoi: Infelizmente a Sayaka teve que fazer uma viagem de última hora.
Dia: Entom, para treiná-los, naum poderia ser ninguém mais ninguém menos do que quem a treinou.

Hitomi fica na frente de todos eles com os braços atrás da cabeça:

Hitomi: Eu tenho que fazer isso mesmo? -.-
Aoi: Por favor!
Dia: Pela Sayaka.
Hitomi:- suspira.- Ok. Entom vai ser do meu jeito.- sorri.
Aoi: O.O Será que fizemos bem em pedir a ele?
Dia: Quem sabe?

Na Itália, Ritsuko e Sayaka conversavam enquanto caminhavam:

Sayaka: O que vocc está fazendo aqui na Itália?
Ritsuko: Vim trabalhar junto com o meu pai, naum quero mais ganhar dinheiro fácil. A propósito, aquele dinheiro...
Sayaka:- interrompe-o.- Naum precisa me dizer o que fez com ele.
Ritsuko:- sorri.- Bem, e vocc? O que faz aqui?
Sayaka: Vim ajudar a minha tia a cuidar da minha avó.
Ritsuko: Vai ficar por quanto tempo?
Sayaka: Eu naum sei, até ela melhorar...- olhando para o céu.
Ritsuko: Hmm... e como está o Hitomi?
Sayaka:- cora na hora.- Ele está bem...- encarando o chão.
Ritsuko: Sério? Certo...- sorri.

Depois de alguns dias, Sayaka começa a frequentar a escola nova:

Sensei: Pode se apresentar.
Sayaka: Sou Amakawa Sayaka, é um prazer conhecê-los.- tímida.
?: Ah, vocc veio do Japão?
?: Seu cabelo é tão lindo...
Sayaka: Ah... obrigada. "Garotas? Garotas querem fazer amizade comigo?"- sem graça.
Ritsuko: Ei, Sayaka! Senta aqui, ó!- apontando para a carteira ao lado.
Sayaka: Vocc está aqui também?- surpresa.

Na Academia Fukuoka, o treinamento continuava intenso:

Dia: Podemos parar de correr um pouquinho?
Hitomi: Naum.
Dia: Ahhh...- alma saindo do corpo.
Hitomi: Tenho que deixá-los perfeitos até a Sayaka chegar.
Dia: Eu vou morrer...- ajoelhando-se.
Hitomi: Naum pare.- olhar sombrio.
Dia: To indo, to indo!- correndo rápido.

Na Itália, Sayaka treinava sozinha na quadra. De repente, é acertada por uma bola nas costas:

Ritsuko: Naum vai conseguir treinar direito sozinha.- sorri.
Sayaka: Ritsuko, pensei que tinha ido embora.
Ritsuko: Eu sou o seu guia. u.u Agora, vamos jogar.

Ritsuko estava ajudando no treino de Sayaka, pois assim ela chegaria pronta para o jogo. Se ela conseguir chegar lá antes. O jogo estava próximo, muitos dias haviam se passado. Sayaka treinou sem folga assim como os alunos de Fukuoka. Nesse meio tempo, o cabelo da garota cresceu e chegou na altura do pescoço. A avó da garota demonstrava melhora e entom a frase que Sayaka mais esperava ouvir foi dita:

Niko: Vamos voltar para Fukuoka, Sayaka.
Sayaka:- sorri.- Sim!
?: Foi bom tê-las aqui, espero que voltem logo.
Niko:- sorri.- Nós vamos.

Com as malas prontas, ambas se preparam para ir ao aeroporto e, no caminho, encontram Ritsuko:

Ritsuko: Vocc jah está indo?
Sayaka: Sim. Nos vemos algum dia.- sorri.
Ritsuko: Sim.- sorri.

As duas embarcam no avião. Faltava pouco tempo para o jogo, o time jah estava treinado. Sayaka temia naum conseguir chegar a tempo. O sol jah estava exposto e a Academia Fukuoka jah estava preparada para jogar:

Aoi: Será que a Sayaka vai chegar a tempo?
Dia: Ela só tem algumas horas...
Hitomi: Ela virá.- olhando para o céu.- Eu sei.

A outra escola também estava lá, preparada para o jogo:

Satoko: Vocc viu aquela atirada em algum lugar?
Chiyo: Naum parece que ela virá.
Satoko: Que covarde...- cruza os braços.

Os times se organizam no ginásio, Hitomi decidiu naum jogar pois quem faria isso era a Sayaka. A garota, no entanto, ainda estava dentro do avião. Ela olhava para o céu, segurando as mãos de forma tensa. Deveria chegar lá rápido. O sensei ainda naum havia chegado para dar início ao jogo, por isso todos o aguardavam:

Satoko: Onde ele está? Quero acabar com isso logo.

Finalmente, as duas chegam no Japão. Agora, deveriam ir até Fukuoka, organizar as coisas e correr até o jogo. Elas vão apressadamente até sua casa e colocam as malas em um lugar qualquer, Sayaka coloca roupas mais leves para jogar:

Niko: Eu vou ficar para guardar as nossas malas, vá logo para o jogo!
Sayaka: Sim! Obrigada, tia.- sorri, saindo logo depois.
Niko: É bom vocc ganhar.- sorri.

Sayaka vai correndo até a escola. O sensei havia chegado, estava estacionando o carro e entrando no ginásio. Lá, ele senta em uma cadeira reservada e se prepara para iniciar o jogo, quando:

Sayaka: ESPEREM!- chega de repente, suada e ofegante.
Aoi: Sayaka!- sorri.
Dia: Pirralha, vocc demorou! Vem logo!
Sayaka: Sim!- sorri.

Chiyo e Satoko olham para a garota:

Satoko: Olha só, ela decidiu vir.- se vira para o time.- Ei, escutem. Eu naum quero que ninguém encoste naquela ali. Ela é minha e da Chiyo.- sorri.

No canto, as três estavam reunidas:

Dia: Aquelas ali estão te encarando desde que vocc chegou.
Sayaka: Tudo bem, eu naum ligo.
Aoi: Seu cabelo cresceu, Sayaka.
Sayaka: É, eu esqueci de cortá-lo.- sorri.

O sensei assopra o apito, conseguindo a atenção dos alunos:

Sensei: Entom, vamos dar início ao jogo! Comecem!- assopra mais uma vez.

O jogo finalmente começa. O time adversário ataca todos, menos Sayaka. Chiyo e Satoko a observavam com um sorriso no rosto. Vendo que naum era um alvo, Sayaka começa a se mover e usa as mãos para bloquear, pegar a bola e acertar algumas pessoas. Ambos os times estavam perdendo jogadores. Quando sobraram apenas dois de cada time, Chiyo acerta a bola em Dia, que sai do jogo. Agora só sobravam Satoko, Chiyo e Sayaka:

Satoko: Finalmente nos reunimos, Sayaka.- sorri.
Chiyo: Agora nós vamos acabar com vocc.
Sayaka:- sorrindo, troca sua expressão por aquele olhar sombrio.- Acabar comigo?

As duas recuam um pouco:

Sayaka: Joguem a bola.

Nenhuma das duas se mexe:

Sayaka: Eu disse pra jogarem a bola!!

Satoko, que estava com a bola na mão, arremessa com força em Sayaka. A garota segura-a com apenas uma mão e as olha, enquanto jogava a bola de uma mão para outra:

Sayaka: É a minha vez.- arremessa com toda a sua força.

A bola acaba acertando as duas, pois estavam próximas uma da outra e a mesma quicou entre elas. Porém, o impacto foi tão grande, que ambas caíram no chão. Uma com dor no braço e outra na perna:

Satoko: Que força...
Chiyo: Ela nos acertou facilmente...

Sayaka se aproxima, agora com seu olhar normal, e balança o cabelo:

Dia: Uhhhuu!! É isso aí, garota! o/
Satoko: Está querendo nos humilhar?
Chiyo: Jah conseguiu.
Sayaka:- estende as mãos para as duas se levantarem.

As duas a olham surpresas, mas aceitam a ajuda:

Sayaka: Foi um bom jogo.- sorri.
Satoko: Vocc é louca. ¬¬

O jogo termina e a Academia Fukuoka ganha. No meio de toda a comemoração, Sayaka dá um jeito de sair daquela multidão e procura por Hitomi. Queria resolver uma coisa, saber o que estava acontecendo entre eles. Até que a garota o encontra no corredor do primeiro andar:

Sayaka: Hitomi.
Hitomi:- vira para olha-la.
Sayaka: Eu queria perguntar uma coisa.
Hitomi:- observa-a em silêncio, esperando.
Sayaka: Eu... bem... etto... sabe... "Droga, eu vim até aqui sem saber o que dizer a ele!"- encarando o chão.
Hitomi:- se aproximando.
Sayaka: "Ele está vindo até mim!"- recuando.

Ambos ficam assim até Sayaka estar com as costas num armário e Hitomi bem a sua frente:

Sayaka: "O que ele vai fazer?" o.o - nervosa.

De repente, Hitomi estava com os lábios grudados aos de Sayaka, que se encontrava surpresa. O beijo dura alguns minutos, Hitomi se afasta da garota, que o olhava surpresa:

Hitomi: O que vocc queria me perguntar?- sorrindo.
Sayaka: Naum preciso mais perguntar. '-'

Algumas semanas se passam desde entom, Sayaka e Hitomi estavam juntos. A Academia Fukuoka agora era um lugar totalmente diferente. Os alunos eram mais disciplinados, mas naum perderam aquela essência de bagunceiros. O diretor estava feliz com aquela mudança, colocando Sayaka como líder do clube de futebol e Hitomi como líder do Comitê de Disciplina. Os bons ares prosperavam, e apesar de se tornarem um casal, as manias nunca mudaram:

Hitomi: Nada feminina. ¬¬
Sayaka: Como vocc disse? Seu idiota!- batendo nele.
Aoi: Eles continuam tão divertidos.- sorri.
Dia: Ei, pirralha! Naum bata no Hitomi!

--------------------------------------------------------------------------------------

.....PrettyCure.....
Gumi-nee <3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pretty-cure.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Original - Como ser uma delinquente   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Original - Como ser uma delinquente
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Primer - Como utilizar
» Como voces acham que devemos fazer os futuros grupos de consorcio??
» Tutorial, como potar vídeos a partir do youtube !
» [Dúvida] Selos - Bandai
» Como promover o MTP no Facebook?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Pretty Cure :: Fan Área :: Fanfics-
Ir para: